sicnot

Perfil

Cultura

Hino nacional indiano obrigatório nas salas de cinema

© Danish Siddiqui / Reuters

As salas de cinema indianas vão passar a difundir, antes de cada filme, o hino do país, que o público deverá ouvir em pé, decidiu esta quarta-feira o Supremo Tribunal.

Esta decisão, tomada para estimular "o patriotismo", desencadeou imediatamente a polémica, com os opositores a considarem tratar-se de um ataque à liberdade individual.

A mais alta instância jurídica da Índia ordenou que os cinemas projetem a bandeira indiana enquanto o hino for ouvido.

Várias salas difundiam já o "Jana Gana Mana", composto pelo poeta bengali Rabindranath Tagore, no início do século XX, mas só era obrigatírio no estado ocidental de Maharashtra.

A obrigação de se levantar para ouvir o hino é um tema em debate há muito tempo na Índia.

"Quando se toca o hino, é imperativo que cada um demonstre honra e respeito", consideraram os juízes, de acordo com o site Livelaw, o que os meios de comunicação indianos interpretaram como uma obrigação de se levantar para ouvir o hino.

O objetivo da difusão do hino é estimular "um sentimento de patriotismo comprometido e nacionalista", acrescentou o tribunal.

A polémica é dominada por vozes à esquerda que acusam regularmente o governo nacionalista hindu de limitar a liberdade de expressão.

"Já é importante que o Supremo Tribunal despreze a liberdade individual. Recorrer a algo tão pouco importante e arbitrário como o comportamento a adoptar nas salas de cinema é deplorável", escreveu no seu blogue Nitin Pai, fundador do grupo de reflexão Instituto Takshashila.

No mês passado, um deficiente em cadeira de rodas afirmou ter sido agredido num cinema de Goa por não se ter posto de pé durante o hino.

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01