sicnot

Perfil

Cultura

Atriz Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher, hospitalizada de emergência

© Mike Blake / Reuters

A atriz Debbie Reynolds, protagonista do filme "Serenata à Chuva", foi transportada esta quarta-feira de emergência para o hospital por suspeita de Acidente Vascular Cerebral (AVC), um dia depois da morte da filha, a também atriz Carrie Fisher.

Uma porta-voz do Departamento de Bombeiros de Los Angeles informou que uma equipa de emergência foi chamada à residência de Todd Reynolds, o filho da atriz, pouco depois das 13:00 (21:00 TMG e de Lisboa).

A porta-voz disse não estar em condições de confirmar tratar-se da icónica atriz, de 84 anos, limitando-se a dizer que "uma mulher adulta em estado bastante grave" foi transportada para o hospital de Cedars-Sinai.

O 'site' de informação sobre celebridades TMZ noticiou que Debbie Reynolds "acabou de sofrer uma emergência médica, possivelmente um AVC".

A informação sobre Reynolds surge um dia depois da morte da filha, Carrie Fisher, conhecida sobretudo como a princesa Leia da trilogia original da "Guerra das Estrelas", vítima de um ataque cardíaco, quatro dias antes.

A TMZ, citando fontes familiares não identificadas, disse que Reynolds estava em casa do filho para decidirem os pormenores do funeral de Fisher.

Debbie Reynolds tornou-se conhecida pelo seu papel em "Serenata à Chuva" ("Singing in the Rain", de 1952). Mais tarde foi nomeada para um Oscar pelo desempenho em "Os Milhões de Molly Brown" de 1964 ("The Unsinkable Molly Brown").

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.