sicnot

Perfil

Cultura

Morreu a atriz Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher

© Danny Moloshok / Reuters

Debbie Reynolds, protagonista do clássico "Serenata à Chuva", morreu aos 84 anos, em Los Angeles, um dia depois da filha, a também atriz Carrie Fisher, indicou o seu filho, Todd Fisher.

A sua morte ocorreu um dia depois da de Carrie Fisher, de 60 anos, conhecida sobretudo como a princesa Leia da trilogia original da "Guerra das Estrelas".

Debbie Reynolds tornou-se conhecida por "Serenata à Chuva" ("Singing in the Rain", de 1952), tendo mais tarde sido nomeada para um Óscar pelo seu desempenho em "Os Milhões de Molly Brown" ("The Unsinkable Molly Brown", de 1964).

"Ela está agora com Carrie e nós estamos todos de coração partido", afirmou Todd Fisher, a partir do hospital de Cedars-Sinai, em Los Angeles, Estados Unidos, para onde Debbie Reynolds foi levada de urgência na quarta-feira na sequência de um acidente vascular cerebral.

Nascida a 01 de abril de 1932, em El Paso (Texas, Estados Unidos), Debbie Reynolds destacou-se nos anos 1950 e 1960 sobretudo em musicais.

Além do clássico "Singing in the Rain", que protagonizou ao lado de Gene Kelly e Donald O'Connor, o seu nome figura nos créditos de "I Love Melvin" (1953), "The Tender Trap" (1955) ou "How The West Was Won" (1962).

Posteriormente, a sua carreira passou pela Broadway, tendo trabalhado em peças como "Irene", sem deixar, contudo, de marcar presença em Hollywood, onde deixou a sua marca em "Mother"(1996), "In & Out" ou "Behind the Candelabra" (2013), o seu último trabalho.

Debbie Reynolds ficou também conhecida pela turbulenta vida sentimental.

Casou-se pela primeira vez em 1955 com o cantor Eddie Fisher, com quem teve os dois filhos, Todd e Carrie.

Em 1959 o casal divorciou-se, depois de Fisher lhe ter sido infiel com Elizabeth Taylor, um escandâlo muito comentado na imprensa da época.

Casou-se mais duas vezes: em 1960, com Harry Karl, do qual se separou em 1973, depois de ele ter delapidado a sua fortuna no jogo, e em 1984, com Richard Hamlett, com o qual esteve casada até 1994.

Além disso, Debbie Reynolds destacou-se ao longo da vida como uma grande colecionadora de objetos relacionados com o universo de Hollywood.


Com Lusa

  • "Por favor, que este ano desgraçado chegue ao fim"

    Cultura

    O escritor George R.R. Martin, criador e produtor da série "Guerra dos Tronos", mostrou-se consternado com a morte de mais duas grandes figuras da arte e da cultura, Carrie Fisher e Richard Adams. "Mortes e mais mortes… Este ano está a tornar-se cada vez pior", escreveu Martin esta terça-feira no LiveJournal, mostrando-se desejoso de que 2016 termine depressa - "Por favor, que este ano desgraçado chegue ao fim".

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.