sicnot

Perfil

Cultura

"Silêncio" de Martin Scorsese estreia em Portugal com programa cultural

© Jonathan Alcorn / Reuters

Conferência, exposições, percursos e tertúlias marcam, até 19 de fevereiro, a estreia em Portugal a 19 de janeiro do filme "Silêncio" do realizador norte-americano Martin Scorsese.

A estreia vai ser acompanhada por várias iniciativas para debater o papel dos jesuítas em Portugal e no mundo, a perseguição religiosa, as relações entre Portugal e o Japão, a arte e a religião", de acordo com uma nota da organização do programa, desenvolvido em cooperação com a Companhia de Jesus.

De 19 de janeiro a 19 de fevereiro vai ser apresentada pela primeira vez, no Museu de São Roque, a carta em que Miguel Carvalho, jesuíta português, torturado a 25 de agosto de 1624, se despede do irmão, Simão Carvalho, na exposição "Japão: a última carta de um mártir".

Miguel Carvalho foi contemporâneo dos portugueses retratados no filme e já foi beatificado.

A 22 de janeiro, o Museu de São Roque promove um "Percurso pelos caminhos de Cristovão Ferreira" para dar a conhecer os locais da Companhia de Jesus, em Lisboa, e a 06 de fevereiro, realiza-se uma visita às peças da coleção que testemunham a presença cristã no Japão e a experiência do martírio.

O Museu do Oriente organiza, na quarta-feira, a conferência "Portugal e o Japão: história de um sucesso malsucedido", com o padre José Frazão, provincial dos Jesuítas em Portugal, o historiador João Paulo Costa e a jornalista Clara Ferreira Alves, com moderação do jornalista Joaquim Franco.

A instituição propõe ainda três visitas guiadas à exposição sobre a presença portuguesa na Ásia, com destaque para peças selecionadas para explorar diferentes perspetivas da história do relacionamento entre Portugal e o Japão, e o seu legado.

A 27 de janeiro, a reitoria da Universidade Nova de Lisboa organiza a tertúlia "Fé: Silêncios e Limites", com Carla Rocha (Rádio Renascença), Henrique Raposo (comentador), Jacinto Lucas Pires (escritor) e o padre jesuíta Pedro Rocha Mendes.

Na livraria FNAC, em Lisboa e no Porto, dois 'urban sketchers' - o padre jesuíta português Nuno Branco e a artista japonesa Kumi Matsukawa - vão apresentar as ilustrações que fizeram nos seus blocos de papel do 'trailer' do filme.

No filme, que o realizador esperou quase 20 anos para concretizar, dois missionários jesuítas portugueses - Sebastião Rodrigues (Andrew Garfield) e Francisco Garupe (Adam Driver) - viajam de Macau para o Japão, no século XVII, em busca do mentor, o padre Cristovão Ferreira (Liam Nesson), para confirmar se o jesuíta, perseguido e torturado pelas autoridades japonesas, renunciou à fé cristã.

Em território nipónico, sob o xogunato de Tokugawa Ieyasu, que baniu o catolicismo e quase todo o contacto com os estrangeiros, os dois jovens religiosos testemunham a perseguição dos japoneses cristãos pelas autoridades.

O filme de Scorsese baseia-se no romance homónimo do japonês Shusaku Endo, publicado em 1966.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.