sicnot

Perfil

Cultura

Cinzas de Carrie Fisher numa urna em forma de comprimido Prozac 

A atriz Meryl Streep no último adeus à amiga Carrie Fisher.

Reed Saxon/ AP

As atrizes Debbie Reynolds e Carrie Fisher, mãe e filha que morreram com um dia de diferença, tiveram funeral conjunto. Uma cerimónia privada realizada no final da semana passada, no Hollywood’s Forest Lawn Memorial Park, em Los Angele. Carrie foi cremada e as suas cinzas foram colocadas numa urna em forma do comprimido Prozac.

O facto gerou controvérsia. O irmão, Todd Fisher, justificou a escolha da família por se tratar de um objeto que a irmã tinha em sua casa e do qual gostava muito.

"Senti que era onde ela gostaria de ficar", afirmou Todd Fisher.

A atriz, que ficou conhecida sobretudo pelo papel de Princesa Leia na trilogia original da "Guerra das Estrelas", foi frequentemente alvo de polémica pelos seus problemas de saúde mental.

Meryl Streep, Penny Marshall, Meg Ryan, Richard Dreyfuss, Buck Henry, Candice Bergen, George Lucas e Gwyneth Paltrow esteviveram no velório e no funeral. Meryl, grande amiga de Carrie, cantou "Happy Days Are Here Again", a música preferida da atriz falecida.

Carrie morreu no dia 27 de dezembro, aos 60 anos, quatro dias depois de um ataque cardíaco a bordo de um avião com destino a Los Angeles. A mãe, Debbie, morreu no dia 28, aos 84 anos, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC).

Debbie tornou-se conhecida pelo papel em "Serenata à Chuva" (1952), tendo mais tarde sido nomeada para um Óscar pelo seu desempenho em "Os Milhões de Molly Brown".

  • A carreira de Debbie Reynolds
    2:41

    Cultura

    Debbie Reynolds morreu aos 84 anos enquanto preparava o funeral da filha, Carrie Fisher. Em 1952, ficou conhecida por contracenar com Gene Kelly e Donald O'Connor em "Serenata à Chuva" e em 1956 foi nomeada para o Óscar de Melhor Atriz, pelo desempenho em "Os Milhões de Molly Brown". A última participação da atriz foi no filme de Steven Soderbergh "Por Detrás do Candelabro", em 2013.

  • "Quero estar com a minha filha", foram as últimas palavras de Debbie Reynolds 

    Cultura

    Debbie Reynolds, mãe da atriz Carrie Fisher, morreu esta quarta-feira, apenas um dia depois da filha, Princesa Leia na saga "Star Wars". A morte de Debbie Reynolds está, contudo, a levantar suspeitas. De acordo com o jornal The Telegraph, as últimas palavras da também atriz, proferidas pouco antes de se sentir mal e de ser levada para o hospital foram: "Quero estar com a minha filha".

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.