sicnot

Perfil

Cultura

"Nós, trabalhadores" em estreia no Teatro da Trindade

A peça "Nós, trabalhadores", que pretende comemorar 100 anos de lutas laborais e direitos conquistados, estreia-se na sexta-feira no Teatro da Trindade, em Lisboa, com encenação de Vicente Alves do Ó.

Com interpretação de Joana Manuel, Sílvia Filipe, Sofia Marques, Joana Almeida e Pedro Pernas, o Coro Menor e a participação especial de Lara Li, "Nós, trabalhadores" é um espetáculo de teatro musical que recorre ao cancioneiro popular português, de Adriano Correia de Oliveira aos Deolinda, passando pelos GNR e por Rui Veloso.

Segundo fonte do Trindade, o espetáculo revisita a evolução do mundo laboral ao longo do século. Esta é também a primeira obra da temporada de 2017 naquele teatro. Num trabalho em que o encenador, que é também realizador, transporta para o palco a sua experiência no cinema, a luz, mais do que iluminar os atores, serve para assinalar as mudanças de época.

"Nós, trabalhadores" marca também as comemorações dos 100 anos do ministério dedicado às questões do trabalho em Portugal, iniciando ainda as comemorações dos 150 anos do Teatro da Trindade. A peça tem produção do Teatro da Trindade/Inatel e conta com o apoio da Sociedade Portuguesa de Autores. O espetáculo começa com a entrevista de trabalho de uma mulher de 50 anos que pretende mudar a sua vida e prossegue com um acidente numa fábrica clandestina, que transporta o espectador numa viagem no tempo até março de 1911 quando morrem 124 mulheres, muitas das quais jovens migrantes, na fábrica Triangle Shirtwaist, em Nova Iorque.

"Nós, trabalhadores" aborda ainda a legislação laboral que cria a Previdência Social e as antigas instituições corporativas de caridade .A ação centra-se na vida de Ana e João, que sonham com o casamento que não hão de celebrar já que João parte para a Guerra Colonial onde é morto. A Ana não resta outra possibilidade senão emigrar.A ideia de família propagandeada pelo Estado Novo, assim como a Revolução de 25 de Abril de 1974 e a entrada de Portugal na então Comunidade Económica Europeia são também abordadas na peça.A formação profissional, o desemprego, a mecanização e robotização laboral, os despedimentos coletivos, a pressão laboral sobre os objetivos e a precariedade laboral são outros dos temas abordados em "Nós, trabalhadores".

Lusa

  • Waldemar Bastos em concerto no Teatro da Trindade
    0:37

    Cultura

    Waldemar Bastos atua esta sexta-feira, no Teatro da Trindade, em Lisboa, num concerto inteiramente acústico. O espetáculo, intitulado "As cores do sentimento", já foi apresentado no Luxemburgo e chega agora a Portugal. O músico angolano tem 62 anos e começou a cantar com apenas 7. Já trabalhou ao lado de nomes como Chico Buarque ou David Byrne. Agora, quis voltar ao ponto de partida e trazer ao público o som do violão, instrumento que toca desde criança.

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20