sicnot

Perfil

Cultura

Matt Damon já sabia dos gémeos do amigo George Clooney há meses

© Chris Pizzello / Reuters

O ator Matt Damon já sabia da boa nova há alguns meses, quando Amal estava na 8ª semana e George ainda não conhecia a regra das 12 semanas. "Quando George Clooney me contou que ia ser pai quase chorei".

Matt Damon guardou segredo até agora, altura em que a notícia de que Clooney vai ser pai de gémeos foi divulgada na imprensa.

"No ano passado, estava a trabalhar com ele quando me contou e quase chorei. Fiquei muito feliz por ele”, contou o ator ao Entertainment Tonight.

Diz ainda que perguntou ao amigo de quanto tempo é que a mulher (Amal Clooney) estava e que este respondeu de 8 semanas. Damon então "ensinou" Clooney que não devia contar a ninguém”. “Não sabes a regra das 12 semanas? perguntou.” Clooney não sabia.

Quatro semanas depois Damon voltou a encontrar o amigo, perguntou-lhe se estava tudo bem e Clooney respondeu que sim.

Damon não esconde a felicidade pelo amigo e deixa elogios também a Amal: “Ela é incrível. É uma mulher memorável. Eles serão uns pais maravilhosos. Estas crianças vão ser umas sortudas”.

© Victor Tonelli / Reuters

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22