sicnot

Perfil

Cultura

Duelo de divas na entrega dos Grammy hoje em Los Angeles

© Brian Snyder / Reuters

Os prémios de música Grammy, com Beyoncé a liderar as nomeações e Adele não muito atrás, são entregues hoje em Los Angeles (EUA), numa cerimónia que contará com atuações inéditas e onde se podem esperar discursos anti-Trump.

A Associated Press antecipa o que pode acontecer na cerimónia da seguinte forma: "Para muitos artistas que vão estar nos Grammy há um fator que os une para lá do amor à música - um grande desagrado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump".

E cita Beyoncé, Adele e Drake, artistas que são seguidos por milhões de fãs e que têm criticado as posições anti-imigração da atual administração norte-americana, e também Katy Perry e Lady Gaga, que apoiaram a democrata Hillary Clinton.

A cantora norte-americana Beyoncé lidera a edição deste ano com nove nomeações e está prevista uma atuação nos Grammy, onde aparecerá grávida de gémeos.

Com oito nomeações cada seguem-se os artistas Adele, Drake, Kanye West e Rihanna.

Da longa lista de nomeados, destaque para a inclusão, na categoria de melhor álbum de World Music, de "Dois amigos, um século de música", de Caetano Veloso e Gilberto Gil.

A título póstumo é nomeado David Bowie, por causa do álbum "Blackstar", editado em janeiro de 2016, dias antes de morrer.

Bob Dylan, Nobel da Literatura e já distinguido com mais de uma dezena de prémios Grammy, está nomeado na categoria de "Melhor Álbum Tradicional de Pop Vocal", com "Fallen Angels"

.Entre as atuações previstas conta-se uma colaboração em palco entre Lady Gaga e os Metallica e outra entre os Daft Punk e o músico The Weeknd. Durante a cerimónia serão prestadas homenagens a Prince e a George Michael.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.