sicnot

Perfil

Cultura

"La La Land" vence cinco das nove nomeações dos BAFTA

Cartaz Facebook

O musical "La La Land" ganhou este domingo, na 70.ª edição dos prémios da Academia Britânica de Cinema e Televisão, o BAFTA de melhor filme e foi o vencedor da noite, com cinco galardões.

O filme, escrito e dirigido pelo norte-americano Damien Chazelle, e que conta a história de amor e jazz entre Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling) em Los Angeles, impôs-se a "Moonlight", de Barry Jenkins, "O Primeiro Encontro", de Denis Villeneuve, "Eu, Daniel Blake", de Ken Loach, e "Manchester by the sea", de Kenneth Lonergan.

"La La Land: Melodia do Amor" venceu cinco dos nove prémios para os quais foi nomeado.

Ao melhor filme, juntam-se os BAFTA de melhor realizador, melhor atriz principal, melhor música (Justin Hurwitz) e melhor fotografia (Linus Sandgren), anunciados numa cerimónia realizada no Royal Albert Hall, em Londres.

O segundo grande favorito da noite, o filme "Animais Noturnos", de Tom Ford, que também partia com nove nomeações, não recebeu qualquer galardão.

"Manchester by the sea" obteve os prémios de melhor ator principal (Casey Affleck) e de melhor argumento original.

O filme "Lion - a longa estrada para casa" conseguiu também dois BAFTA: melhor ator secundário (Dev Patel) e melhor argumento adaptado.

Lista completa dos vencedores:

Melhor filme: "La La Land: Melodia do Amor"

Melhor realizador: Damien Chazelle, "La La Land: Melodia do Amor"

Melhor ator principal: Casey Affleck, "Manchester by the sea"

Melhor atriz principal: Emma Stone, "La La Land: Melodia do Amor"

Melhor ator secundário: Dev Patel, "Lion -- a longa estrada para casa"

Melhor atriz secundária: Viola Davis, "Fences"

Melhor intérprete revelação: Tom Holland

Melhor argumento original: "Manchester by the sea"

Melhor argumento adaptado: "Lion -- a longa estrada para casa"

Melhor filme britânico: "Eu, Daniel Blake"

Melhor documentário: "13Th"

Melhor curta-metragem britânica: "Home"

Melhor filme de animação: "Kubo e as cordas mágicas"

Melhor curta-metragem de animação: "A Love Story"

Melhor filme estrangeiro: "O Filho de Saul" (Hungria)

Melhor estreia de diretor, guionista e produtor britânico: "Sob as Sombras", de Babak Anvari

Melhor música original: "La La Land: Melodia do Amor"

Melhor som: "O Primeiro Encontro"

Melhor fotografia: "La La Land: Melodia do Amor"

Melhor guarda-roupa: "Jackie"

Melhores efeitos especiais: "O Livro da Selva"

Melhor maquilhagem: "Florence Foster Jenkins"

Melhor montagem: "O Herói de Hacksaw Ridge"

Melhor produção: "Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los"

BAFTA honorário: Mel Brooks

BAFTA de maior contribuição para o cinema britânico: Curzon

Lusa

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59