sicnot

Perfil

Cultura

Palavra de taxista, ouvinte e amante de rádio

Palavra de taxista, ouvinte e amante de rádio

Hoje celebra-se o Dia Mundial da Rádio. Apesar da televisão e das novas tecnologias, a telefonia continua a ter um papel de destaque para muitos portugueses. Em casa, no carro ou no trabalho é sinónimo de companhia.

  • No Dia da Rádio, a SIC foi conhecer a Rádio Ansiães
    3:49

    Cultura

    Nas regiões mais isoladas do país, as rádios locais além de serem uma companhia, também cumprem uma missão de proximidade. Esta manhã a SIC acompanhou a emissão da Rádio Ansiães, que privilegia o contacto com os ouvintes e contribui para quebrar o isolamento.

  • Os Dias da Rádio
    17:07

    Perdidos e Achados

    Dia 13 de Fevereiro assinala-se o Dia Mundial da Rádio. No Perdidos e Achados fomos à procura de figuras que marcaram os dias em que a rádio era uma rádio de autor. Atualmente, o dominío das playlists de música, deixa a conversa em segundo plano. Júlio Isidro, Herman José, Aurélio Carlos Moreira e Catarina Miranda traçam um retrato da rádio de ontem e de hoje. 

  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho