sicnot

Perfil

Cultura

Modelo transexual faz história na capa da Vogue francesa

Mert & Marcus, Vogue Paris

Pela primeira vez na história da revista, a Vogue Paris fotografou uma modelo transexual para a capa. A brasileira Valentina Sampaio, agora mulher, nasceu com o sexo masculino.

Tem mais de 38 mil seguidores no Instagram e já foi capa da Elle Brasil. Valentina Sampaio nasceu com o sexo masculino, mas em entrevista à revista Glamour, revelou que sempre se sentiu uma mulher.

Na capa da Vogue Paris, uma fotografia de Valentina faz-se acompanhar do título "Beleza transexual: Como estão a agitar o mundo".

"Este mês estamos orgulhosos por celebrar a beleza transexual e as modelos como a Valentina", escreveu a Vogue Paris no Instagram.

Esta é a primeira vez que a brasileira posa para a Vogue, revista com 97 anos, e a editora da revista, Emmanuelle Alt, escreveu que Valentina é "igual" a outras modelos icónicas.

Instagram

"A Valentina é a capa da Vogue este mês, não só pela sua beleza ou personalidade, mas pela forma como luta para ser reconhecida".

Emmanuelle Alt descobriu a modelo no Instagram e convidou-a para aparecer na revista. "Esta capa é sobre a importância dos direitos (humanos)", explicou a editora.

A Vogue Paris nasceu em 1920 e já fez capa com estrelas como Gigi Hadid, Kendall Jenner e Kate Moss. A edição do mês de março da revista com Valentina Sampaio sai a 23 de fevereiro.

Vogue Paris

  • Portugal vai ter a primeira participante no concurso de beleza de transexuais
    1:53

    País

    Portugal vai ter a primeira concorrente a participar num concurso internacional de beleza de transexuais.Sarah Inês Moreira, 29 anos, natural do Porto, decidiu participar na 4.ª edição do concurso Miss Trans Star Internacional 2016, o equivalente ao concurso de Miss Mundo, um evento que vai decorrer dia 17 de setembro em Barcelona (Espanha).

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11