sicnot

Perfil

Cultura

Festival de animação Monstra com mais de 200 filmes para ver

A longa-metragem "Allegro non troppo", do realizador italiano Bruno Bozzetto, é um dos filmes que abrem hoje o Monstra - Festival de Animação de Lisboa, numa edição que contará com mais de 200 filmes e vários convidados.

Bruno Bozzetto, de 79 anos, estará presente na abertura do Monstra, no São Jorge, com o filme de 1976 que é uma paródia a "Fantasia", da Disney.

O autor será ainda um dos homenageados do festival, que tem Itália como país convidado.

Hoje, a abertura contará ainda com a exibição de filmes muito curtos do realizador italiano Gianluigi Toccafondo e com a estreia de "Les Volcans Endormis", curta experimental de José-Manuel Xavier.

Esta é a 16.ª edição do festival dedicado ao cinema de animação, para adultos, crianças e jovens, que decorrerá naquele cinema e na Cinemateca até ao dia 26, com várias sessões exclusivas para escolas.

A "presença de Itália" no Monstra inclui ainda uma retrospetiva dedicada à personagem Pinóquio e a exibição de várias longas-metragens, como "A Tartaruga Vermelha", de Michael Dudok de Wit, e "A minha vida de Courgette", de Claude Barras, que estará em Lisboa.A programação inclui também exposições no Museu da Marioneta, na Sociedade Nacional de Belas Artes e no Colégio Maria Pia.Depois de Lisboa, o Monstra irá percorrer seis cidades: Tavira, Portalegre, Porto, Oeiras, Coimbra e Torre de Moncorvo.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38