sicnot

Perfil

Cultura

Escritor Amos Oz entre os seis finalistas do prémio Man Booker International

Os escritores Amos Oz, David Grossman, Dorthe Nors, Mathias Énard, Roy Jacobsen e Samanta Schweblin são os seis finalistas do prémio Man Booker International, a atribuir em junho, às melhores obras de ficção, traduzidas para língua inglesa.

O anúncio foi feito hoje, na página oficial do Man Booker International Prize, e a lista inclui o francês Mathias Énard, com o romance "Compass" ("Bússola", na edição portuguesa), o israelita Amos Oz, com "Judas", o mais recente romance do escritor, também publicado em Portugal, e David Grossman, também de Israel, com "A Horse Walks into a Bar".


O norueguês Roy Jacobsen, com o romance "The Unseen", Dorthe Nors, da Dinamarca, com "Mirror, Shoulder, Signal", e a argentina Samanta Schweblin, com "Fever dream", são os restantes candidatos ao prémio Man Booker International, a atribuir no próximo dia 14 de junho.
Da lista inicial de candidatos ao prémio (lista longa), anunciada em março, ficou para trás o romance "The Traitor's Niche", do albanês Ismail Kadaré, que foi distinguido na primeira edição do prémio internacional Man Booker, em 2005, superando finalistas como John Updike e Philip Roth, Muriel Spark, Gunther Grass e Gabriel García Márquez.


Kadaré, 81 anos, autor de "Os tambores de chuva" e "O palácio dos sonhos", um dos escritores vivos mais vezes apontado como candidato ao Nobel da Literatura, recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias das Artes, em 2009.


Nesta edição do prémio internacional Man Booker, também ficaram para trás o francês Alain Mabanckou, com "Black Moses", o islandês Jón Kalman Stefánsson, com "Fish Have No Feet", e Wioletta Greg, da Polónia, com o livro "Swallowing Mercury".
Foram igualmente preteridos o belga Stefan Hertmans, com "War and Turpentine", o alemão Clemens Meyer, com "Bricks and Mortar", e o chinês Yan Lianke, com o livro "The Explosion Chronicles".


O prémio é atribuído todos os anos a um único livro, traduzido para inglês e publicado no Reino Unido, sendo elegíveis tanto romances, como coleções de contos. O trabalho dos tradutores é igualmente recompensado.


Assim, são também candidatos ao prémio os tradutores Charlotte Mandell (Enard), Jessica Cohen (Grossman), Don Bartlett (Jacobsen), Misha Hoekstra (Nors), Nicholas de Lange (Oz) e Megan McDowell (Schweblin).


O vencedor recebe um prémio de 50 mil libras (mais de 57 mil euros), a ser dividido entre autor e tradutor da obra.
Cada um dos finalistas - escritor e tradutor - recebe 1.000 libras (1.143 euros).


A lista final (lista curta) de candidatos ao Man Booker International Prize foi selecionada por um júri presidido pelo diretor do Festival Internacional do Livro de Edimburgo, Nick Barley, secundado pelo escritor e tradutor Daniel Hahn, a romancista e professora de origem turca Elif Shafak, a escritora de origem nigeriana Chika Unigwe, e a poetisa Helen Mort, nomeada para o prémio T.S. Eliot, para o Costa e cinco vezes vencedora do prémio Foyle Young Poets.


Em 2016, o prémio internacional Man Booker foi vencido pela sul-coreana Han Kang, com o romance "A vegetariana", publicado em Portugal no passado mês de setembro.

Lusa

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.