sicnot

Perfil

Cultura

Festival Nos Alive deste ano está esgotado e vai receber 21 mil estrangeiros

A edição deste do festival Nos Alive, marcada para julho em Oeiras, já está esgotada e contará com 21 mil estrangeiros espectadores, anunciou hoje o promotor Álvaro Covões.

O Alive decorrerá de 06 a 08 de julho no Passeio Marítimo de Algés - com capacidade para cerca de 55 mil pessoas - e conta com artistas como Foo Fighters, Depeche Mode, The Weeknd, Spoon, Phoenix e The XX.

"Chegámos a um bom momento da música", afirmou Álvaro Covões a propósito do evento, sublinhando que houve um tempo em que era difícil atrair espectadores para os festivais de música e hoje é um fator de atração de turismo interno e externo.

O empresário disse que o festival tem um impacto económico no país de 55 milhões de euros, mas acredita que pode ser ainda maior.

"Portugal era conhecido como o país dos 3 'efes' - fado, futebol e Fátima -, mas agora é dos 4 'efes', com os festivais. Estamos a evoluir e a música é um território ganhador", disse.

A propósito da presença de espectadores estrangeiros no festival, o promotor referiu que este ano o Alive espera cerca de 21 mil estrangeiros, um número abaixo dos 32 mil de 2016, o que significa que houve mais portugueses a escolherem o festival.

Este ano, pela primeira vez, o Alive fez uma parceria com o festival madrileno MED Cool e criou um bilhete que dará acesso a um dia nos dois eventos.

O bilhete, com uma tiragem de apenas cem exemplares, será posto à venda na quinta-feira e dará acesso ao dia 06 de julho do festival espanhol e ao dia 07 de julho do NOS Alive.

"A nossa intenção é que em 2018 haja bilhetes conjuntos para os dois países, disse Álvaro Covões.

Lusa


  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • "O ministro não escondeu nem tapou"
    1:20

    Economia

    Pedro Santana Lopes falou pela primeira vez sobre a auditoria feita à Santa Casa no período em que foi provedor. Esta terça-feira, na SIC Notícias, Santana Lopes desvalorizou as irregularidades e defendeu o ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Vieira da Silva.

    Pedro Santana Lopes

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • Marinha resgata 138 migrantes ao largo de Lampedusa

    País

    A fragata da Marinha portuguesa D. Francisco de Almeida resgatou esta terça-feira, ao largo da ilha de Lampedusa, em Itália, 138 migrantes, entre eles 15 mulheres e oito bebés, disse à Lusa fonte do Estado-Maior-General das Forças Armadas.

  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17