sicnot

Perfil

Cultura

Diretor de arte de "A Guerra dos Tronos" dá conferência em Lisboa

Willy Sanjuan

O diretor de arte da série televisiva "A Guerra dos Tronos", Paul Ghirardani, já premiada com 38 galardões Emmy, estará no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a 17 de maio, para dar uma conferência, anunciou esta segunda-feira a organização.

A conferência, sobre os bastidores das cidades da série, que cruzam realidade e ficção, acontece no âmbito da Trienal de Arquitetura de Lisboa.

Após esta conferência da 3.ª edição do ciclo "Distância Crítica", Paul Ghirardani conversará com o arquiteto português Manuel Graça Dias, respondendo também a questões do público.

"A Guerra dos Tronos" é uma série de televisão criada por David Benioff e D. B. Weiss com base na série de livros "A Song of Ice and Fire", de George R. R. Martin, e tem sido filmada no Canadá, na Croácia, na Islândia, na Malta, em Marrocos, em Espanha, no Reino Unido, nos Estados Unidos e na República da Irlanda.

A primeira temporada da série estreou-se em 17 de abril de 2011, tendo sido já exibidas seis temporadas, com grande sucesso, estando o primeiro episódio da sétima previsto para 16 de julho, com transmissão em Portugal no dia seguinte, no canal Syfy.

Diplomado em Design Tridimensional pela Kingston School of Arts no Reino Unido, Paul Ghirardani trabalha desde 1998 em cinema e televisão tendo conquistado cinco Primetime Emmys e dois America Awards.

O objetivo das conferências "Distância Crítica" é, segundo a organização, proporcionar um espaço de diálogo entre o público e os arquitetos convidados, e nesta terceira edição foram alargados os temas de debate "para além da arquitetura dita real, abrindo-se agora espaço para os que operam no campo ficcional através da cenografia e ensaios de alta tecnologia".

Neste novo ciclo, que se realiza entre 2017 e 2019, a Trienal aponta que foram selecionados autores cuja prática e a consistência de uma longa carreira são reconhecidas pela crítica, tornando-se referências do pensamento e prática no panorama mundial da arquitetura.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC