sicnot

Perfil

Cultura

Festival de curtas leva cinema português a Nova Iorque há sete anos

O Arte Institute organiza esta quinta e sexta-feira a sétima edição do NY Portuguese Short Film Festival, que acontece em simultâneo em Cascais e Nova Iorque.

O New York Portuguese Short Film Festival, festival de curtas-metragens portuguesas, foi o primeiro certame de cinema português nos Estados Unidos e este ano divide-se pelo conhecido Lincoln Center, na quinta-feira, e pelo Tribeca Film Center, em Nova Iorque, bem como pelo Cinema da Villa, em Cascais, no dia seguinte.

Os filmes foram escolhidos por um júri composto por figuras do meio cinematográfico português, brasileiro e norte-americano, como os realizadores Rúben Alves e Don Cato ou o organizador do São Paulo International Short Festival Márcio Miranda Perez.

Na quinta-feira, será possível ver os filmes "Echoes of Fado", de Yuri Alves, "Carga", de Luís Campos, "The Wood Carver", de João Vasco, "The Fear Installation", de Ricardo Leite, "You", de Hugo Pinto e a curta convidada "Once Upon a Thread", autoria de Patrícia Figueiredo.

No segundo dia, serão exibidos "A Room in Lisbon", de Francisco Carvalho, "Alvanéu", de André Santos, "Manuel", por Bruno Carnide, "The Amazing Ordinary Man", por Paulo Portugal, "Ribbon Tooth", de Sara Gouveia.

"A Long Day", de Sergio Graciano, é a curta convidada. À semelhança do que aconteceu no ano passado, o festival terá depois várias edições à volta do mundo. Nos últimos anos, o evento passou por cinco continentes, 20 países e 44 cidades.

"O cinema português tem-se desenvolvido muito nos últimos anos, sobretudo o formato de curtas, e este festival mostra estes novos realizadores mas também o próprio país e a sua criatividade", explica a presidente do Arte Institute, Ana Ventura Miranda.

O NY Portuguese Short Film Festival aconteceu pela primeira vez em junho de 2011 e é uma iniciativa do Arte Institute, uma organização sediada em Nova Iorque, que divulga a cultura contemporânea portuguesa.

Lusa

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".