sicnot

Perfil

Cultura

Fernando Pessoa ganha dois programas de rádio

A estreia de um documentário radiofónico, na Casa Fernando Pessoa, com episódios da vida do escritor, e de um programa de rádio online, sobre o universo do poeta, destacam-se na terça-feira, dia de aniversário do autor de "Mensagem".

A Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, celebra os 129 anos do nascimento do escritor, na terça-feira, com a estreia do documentário radiofónico "Não sei o que o amanhã trará: um passeio sonoro na Lisboa de Fernando Pessoa", de Sofia Saldanha, que recorda a vida do poeta, a época em que viveu e a sua obra, no âmbito da jornada "No tempo em que festejavam o dia dos meus anos", de acordo com o comunicado da instituição.

No dia 13 de junho, realizar-se-á também a primeira emissão de "Fernando Pessoa Para Todas as Pessoas", na Rádio Movimento PT Online, programa de Ricardo Belo Morais, responsável pelo projeto de divulgação pessoana "O Meu Pessoa" e orientador de visitas guiadas, em Lisboa, ligadas à temática pessoana.

O documentário "Não sei o que o amanhã trará: um passeio sonoro na Lisboa de Fernando Pessoa", de Sofia Saldanha, será apresentado a partir das 18:30, na Casa Fernando Pessoa, numa conversa com o jornalista Adelino Gomes, nome associado há décadas à reportagem radiofónica, em Portugal.

O trabalho entra "pela porta da rua Coelho da Rocha", sede da Casa Fernando Pessoa, onde o escritor viveu os últimos 15 anos, e reúne "histórias inéditas, contadas a várias vozes, numa sessão [que tem por objetivo] voltar ao tempo em que a telefonia reunia as pessoas apenas para ouvir", lê-se no comunicado.

Uma das vozes do documentário é a de Manuela Nogueira, sobrinha do poeta, que recorda D. Irene, a lavandeira: "Entrava pela porta da rua Coelho Rocha, e vinha com um saco de pano-cru debruado com um fitilho vermelho, com um F e um P: Fernando Pessoa".

O documentário divide-se em 13 segmentos - ou estações -, numa montagem de conversas tidas ao longo de quase três anos, pela realizadora, com vários especialistas pessoanos, revelando "episódios da vida do escritor" e que "tem por base um percurso em Lisboa, real ou metafísico".

Além de Adelino Gomes e da autora, a sessão, de entrada livre, contará ainda com alguns dos participantes no documentário, entre os quais os investigadores pessoanos Teresa Rita Lopes, Manuela Parreira da Silva e José Barreto, além dos sobrinhos do poeta Manuela Nogueira e Luís Miguel Rosa Dias.

No mesmo dia estreia-se o programa radiofónico "Fernando Pessoa Para Todas as Pessoas", que prolonga o livro homónimo de Ricardo Belo de Morais. O programa passa a estar disponível 'online' todas as semanas, de acordo com o comunicado da Rádio MovimentoPT, divulgado esta segunda-feira.

A primeira edição de "Fernando Pessoa Para Todas as Pessoas" terá, excecionalmente, a duração de duas horas e meia, entre as 21:30 e as 24:00 de terça-feira, e falará de Fernando Pessoa, na Música Portuguesa.

Amélia Muge, Ana Maria Pinto, Fernando Ribeiro, João Afonso, Mafalda Veiga, Rogério Godinho, Samuel Lopes e Sofia Vitória são alguns dos nomes anunciados para a primeira emissão.

O programa "Fernando Pessoa Para Todas as Pessoas" será apresentado às terças-feiras, das 19:00 às 20:00, e abrirá com um noticiário da atualidade pessoana, seguido da apresentação do tema da semana, sempre em torno de Pessoa e da sua cidade, tendo como convidados investigadores literários, autores, editores e familiares de Fernando Pessoa.

Ricardo Belo de Morais também é colaborador da Casa Fernando Pessoa e da revista Pessoa Plural.

Lusa

  • Que arde sem se ver: Álvaro Campos
    14:44

    Que arde sem se ver

    Roubamos as palavras de Luís de Camões para dar nome a uma rubrica semanal de poesia no facebook da SIC Notícias, e também aqui no site da SIC, onde as rubricas ficarão disponíveis. A cada quarta-feira, um poeta português, apresentado e lido pela jornalista da SIC Raquel Marinho. Na primeira semana, começamos com Fernando Pessoa, mais exatamente o heterónimo Álvaro de Campos. 

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Pelo menos cinco feridos em ataque na cidade suíça de Schaffhausen

    Mundo

    Pelo menos cinco pessoas ficaram hoje feridas na sequência de um ataque, na cidade suíça de Schaffhausen. De acordo com as autoridades, as vítimas foram atacadas por um homem armado com uma motosserra, que está a ser procurado pela polícia. As autoridades descartaram a hipótese de "ato terrorista".

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.