sicnot

Perfil

Cultura

Largo lisboeta do Intendente com sessões de cinema ao ar livre

O Largo do Intendente, em Lisboa, acolhe, na quinta-feira e no dia 10 de agosto, as sessões de cinema ao ar livre "Doc no Largo", organizadas pelo Doclisboa - Festival Internacional de Cinema e Largo Residências, foi esta segunda-feira anunciado.

De acordo com o DocLisboa, num comunicado hoje divulgado, na quinta-feira será exibida a curta-metragem "Azay", de Ilias El Faris, vencedor do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores do Júri da competição internacional da edição de 2016 do DocLisboa, e a longa-metragem "A noi ci dicono", de Ludovica Tortora de Falco.

No dia 10 de agosto, será exibido "A cidade onde envelheço", uma coprodução luso-brasileira com realização de Marília Rocha, que venceu o Prémio Kino Sound Studio do Júri da Competição Portuguesa, na edição 2016 do festival.

As sessões Doc no Largo decorrem às 21:30, têm entrada livre e inserem-se na iniciativa Bairro Intendente em Festa, que decorre até domingo. A 15.ª edição do festival DocLisboa, dedicado ao documentário, decorre de 19 a 29 de outubro, e a organização já revelou que a realizadora Vera Chytilova, pioneira do cinema checo, que morreu em 2014, vai ser homenageada, com uma retrospetiva da obra cinematográfica.

Outra das retrospetivas já anunciadas será dedicada ao cinema produzido no Canadá francófono e à "vaga de autores que inventam um estilo único de 'Cinema Directo'".

A retrospetiva apresentará filmes de autores como Claude Jutra, Michel Brault, Pierre Perrault, Denis Côt e Simon Lavoie, mas é antecipada com o documentário "Un jeu si simple" (1964), de Gilles Groulx, sobre a prática de hóquei no Quebec.

Lusa

  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Jogo entre FC Porto e Mónaco, reencontro de jogadores e técnicos
    1:18
  • Explosão do vulcão Agung é certa, mas é impossível saber quando
    1:24