sicnot

Perfil

Cultura

Largo lisboeta do Intendente com sessões de cinema ao ar livre

O Largo do Intendente, em Lisboa, acolhe, na quinta-feira e no dia 10 de agosto, as sessões de cinema ao ar livre "Doc no Largo", organizadas pelo Doclisboa - Festival Internacional de Cinema e Largo Residências, foi esta segunda-feira anunciado.

De acordo com o DocLisboa, num comunicado hoje divulgado, na quinta-feira será exibida a curta-metragem "Azay", de Ilias El Faris, vencedor do Prémio Sociedade Portuguesa de Autores do Júri da competição internacional da edição de 2016 do DocLisboa, e a longa-metragem "A noi ci dicono", de Ludovica Tortora de Falco.

No dia 10 de agosto, será exibido "A cidade onde envelheço", uma coprodução luso-brasileira com realização de Marília Rocha, que venceu o Prémio Kino Sound Studio do Júri da Competição Portuguesa, na edição 2016 do festival.

As sessões Doc no Largo decorrem às 21:30, têm entrada livre e inserem-se na iniciativa Bairro Intendente em Festa, que decorre até domingo. A 15.ª edição do festival DocLisboa, dedicado ao documentário, decorre de 19 a 29 de outubro, e a organização já revelou que a realizadora Vera Chytilova, pioneira do cinema checo, que morreu em 2014, vai ser homenageada, com uma retrospetiva da obra cinematográfica.

Outra das retrospetivas já anunciadas será dedicada ao cinema produzido no Canadá francófono e à "vaga de autores que inventam um estilo único de 'Cinema Directo'".

A retrospetiva apresentará filmes de autores como Claude Jutra, Michel Brault, Pierre Perrault, Denis Côt e Simon Lavoie, mas é antecipada com o documentário "Un jeu si simple" (1964), de Gilles Groulx, sobre a prática de hóquei no Quebec.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC