sicnot

Perfil

Cultura

"Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi

"Diálogos" de Catarina Neves duplamente premiado no festival Muvi

O documentário "Diálogos", da jornalista da SIC, Catarina Neves, venceu esta segunda-feira os prémios do Público e do Júri na secção competitiva de longas-metragens nacionais do Muvi, o único festival português de cinema sobre música.

"'Diálogos ou como o teatro e a ópera se encontram para contar a morte de 16 carmelitas e falar do medo', de Catarina Neves (Doc, 2016, 70', Portugal), venceu duplamente o 4.º Muvi -- Festival Internacional de Música no Cinema, respetivamente os prémios do Público e do Júri do Palco Nacional das Odisseias Musicais", anunciou a organização do festival num comunicado hoje divulgado.

O filme revela os bastidores da produção da ópera "Dialogue des Carmélites", encenada em 2016 no Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, por Luís Miguel Cintra.

Produzido e realizado por Catarina Neves, sob encomenda daquele teatro nacional, "Diálogos" venceu em outubro o Prémio do Público para Melhor Filme Português do festival DocLisboa.

Ainda na competição de longas-metragens nacionais foi atribuída uma Menção Honrosa ao documentário "Fantasma Lusitano", de David Francisco e Nuno Calado, sobre a vida e obra do músico Jorge Bruto.

No âmbito internacional da competição de longas, o Prémio do Júri foi para o documentário "Kho Ki Pa Lü/Up Down & Sideways", focado na aldeia de Phek, em Nagaland, perto da fronteira da Índia com Myanmar (antiga Birmânia), de Anushka Meenakshi & Iswar Srikumar.

O filme de abertura do festival, "Eu, Meu Pai e os Cariocas", da brasileira Lúcia Veríssimo, foi distinguido com uma Menção Honrosa e o Prémio do Público.

O filme conta a história de Os Cariocas, um grupo vocal histórico da música popular brasileira, e de um dos fundadores, o maestro Severino Filho, pai da realizadora."Alacrán soy yo - Una comparsa de família centenária", de Juan Sebastián Alvarez, que teve a estreia mundial no Muvi, ganhou o Prémio da Crítica e Parceiros.

Na competição nacional de curtas-metragens foram distinguidos "Tu", de Hugo Pinto, com o Prémio do Júri, "78.4: Rádio Plutão", de Tiago Amorim, com uma Menção Honrosa, e "Pôr a Minha Vida no Teu Ouvido", de André C. Santos, com o Prémio do Público.Ainda na competição de curtas, mas no âmbito internacional, foram premiados "L'Accompagnante, The Accompanying Dancer", de Johel (Karleener) Miteran com o Prémio do Júri, "Misimpressions", de Sinead Lau, com uma Menção Honrosa, e "Music. Coffee. Vinyl.", de Mike Dobosh, com o Prémio do Público.

"Bülbül", de Isil Karatas, venceu o prémio da Crítica/Parceiros. Na competição de vídeos musicais, no âmbito nacional, o Prémio do Júri foi para "On The Sand By The Sea", de Casota Collective, para os Nice Weather For Ducks.

"Dos mesmos realizadores, "Nagmani", vídeo dos First Breath After Coma (ft. Andre Barros) e "Crime Scene", vídeo dos Mirror People, de Vasco Mendes, obtiveram Menções Honrosas. "Start a Revolution", do coletivo Terra Livre, realizado por Catarina Severino, ganhou o Prémio do Público", refere a organização.No âmbito internacional da mesma competição, o Prémio do Júri foi para "Changing", da banda Adina E, realizado pelo israelita Yoni Goodman.

"The Boy", de Obe Dve, foi duplamente premiado com uma Menção Honrosa e com o Prémio do Público. "Better Men", dos Duquesa, ganhou o Prémio da Crítica/Parceiros.

A 4.ª edição do Muvi iniciou-se na quarta-feira e termina na segunda-feira, com a exibição dos filmes vencedores no Cinema São Jorge, em Lisboa. A organização promete o regresso da iniciativa em novembro de 2018.

Com Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.