sicnot

Perfil

Cultura

O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

Joel C Ryan

Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

As imagens foram captadas durante uma sessão fotográfica, em Londres, para o próximo filme da atriz norte-americana, "Red Sparrow". Jennifer Lawrence aparece entre os atores Jeremy Irons, Joel Edgerton, Matthias Schoenaerts e o diretor Francis Lawrence, com quem já tinha trabalhado nos filmes "The Hunger Games".

Através do Facebook, a atriz revelou que tinha ficado "extremamente ofendida" com a polémica causada pela sua escolha em vestir um vestido Versace, que descreveu como "lindo".

"Pensam que vou tapar aquele vestido lindo com um casaco e um lenço? Estive lá fora durante cinco minutos. Andaria na neve por aquele vestido, porque adoro moda e essa foi a minha escolha."

Jennifer Lawrence respondeu assim às preocupações dos internautas, que defenderam que a atriz de 27 anos devia estar a congelar quando as fotografias foram tiradas.

Jennifer Lawrence descreveu a polémica como "sexista" e ridícula, acrescentado que os críticos eram "antifeministas" e que haviam coisas mais importantes do que a sua escolha de roupa.

Houve quem até dissesse que a imagem era "deprimente".

"Reagir de forma exagerada àquilo que uma pessoa diz ou faz, criar controvérsias sobre coisas inócuas, como aquilo que escolho vestir ou não vestir, não está a fazer-nos seguir em frente."

A atriz foi mais longe, dizendo que o vestido era escolha sua e que se quisesse passar frio, isso também seria uma escolha sua.

A publicação feita esta terça-feira já alcançou mais de 50 mil gostos e milhares de pessoas partilharam, com muitos internautas a apoiar a atriz.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59