sicnot

Perfil

Cultura

Fatboy Slim grátis nos Aliados abre Nos Primavera Sound do Porto a 6 de junho

© David Gray / Reuters

O DJ britânico Fatboy Slim vai atuar no próximo dia 06 de junho, na avenida dos Aliados, no Porto, no âmbito do festival Nos Primavera Sound, num concerto aberto gratuitamente à população, anunciou hoje a organização.

Em conferência de imprensa, o diretor do festival, José Barreiros, anunciou hoje que a avenida dos Aliados do Porto ia receber o inglês Fatboy Slim, também conhecido como Norman Cook, ex-baixo dos The Housemartins, no dia 6 de junho, num concerto com entrada grátis e no âmbito do arranque do festival Primavera Sound 2018 no Porto.

José Barreiros adiantou também que o primeiro dia oficial do Primavera Sound, no Parque da Cidade, marcado para 7 de junho, vai ter quatro palcos com concertos em simultâneo.

"Vamos tocar no palco Nos, no palco Seat, no palco Superbock e no palco Bits. Quatro no primeiro dia, porque há mais bandas (...), e porque muitas vezes só podiam tocar na quinta-feira", explicou, referindo que também é importante que, desde a "primeira hora", as pessoas saibam localizar os novos palcos.

Para quinta-feira estão previstos os concertos de Lorde, Tyler the Creator, Jamie xx, Father John Misty, The Twilight Sad, Rhye, Waxahatchee, Gerd Janson, Motor City Drum Ensemble, Ezra Furman, Mall Grab, Starcrawler, Moullinex, Fogo Fogo, Tiago e Foreign Poetry.

Na sétima edição do Primavera Sound do Porto, que vai ter mais de "60 concertos", o equivalente a mais 20% do número de concertos em relação à edição de 2017, o festival este ano conta também com o novo palco Seat, que vai ficar localizado no que foi anteriormente a zona da tenda Pitchfork, e o palco Primavera Bitz para receber a programação mais eletrónica e mais tardia, e que vai estar "localizado num pavilhão no recinto do festival", revela a organização.

É no novo palco Primavera Bits que terá lugar a atuação a nível mundial de Liminal, o novo projeto da banda islandesa Sigur Rós, "Liminal". Trata-se de uma espécie de 'playlist digital', que começou a ser revelada este mês de maio e que não tem data para acabar, mas que estar no palco Primavera Bitz, com o apoio da empresa Bowers & Wilkins. Será uma "experiencia sensorial" 'in door' (em recinto fechado), avança José Barreiros.

A Radio Primavera vai ser outro novo espaço novo do Primavera Sound 2018, cuja edição tem este ano um orçamento aumentado em "mais 25%, em relação à edição de 2017", avançou Barreiros, assumindo que, em sete anos, a edição de 2018 é a que tem "mais mudanças".

Nick Cave and the Bad Seeds, Lorde e A$apRoocky são os três principais cabeças de cartaz do Primavera Sound 2018, e atuam no palco NOS, destaca a organização, referindo outros nomes como a banda rock The War On Drugs, Jamie XX, na sua faceta de DJ, Father John Misty e Mogwai, Arca, os clássicos do indie rock como Grizzly Bear, Ezra Furman e Wolf Parade, passando pelas sonoridades de Unknown Mortal Orchestra.

O vereador da Câmara do Porto Ricardo Valente avançou hoje, na conferência de imprensa, que a autarquia também ia vai estar presente no recinto do festival com uma nova tenda, batizada de "Porto for Talent", e cujo objetivo é mostrar a gestão de talentos da cidade.

"É um convite a novas 'startups' para mostrar o que fazem. Projeto piloto e que, se correr bem, vai ser aumentado", promete o vereador.

Os "passes estão esgotados" e os bilhetes de sábado, dia 09 de junho, "estão praticamente no fim", mas ainda existem para quinta e para sexta-feira, informou a organização.

Lusa

  • Condutora que atropelou peregrinos "internada compulsivamente"

    País

    A condutora do veículo que hoje atropelou seis peregrinos na Estrada Nacional 365, em Alcanena, apresentava problemas do foro psicológico e teve de ser internada compulsivamente. O atropelamento esta madrugada fez uma vítima mortal, um homem, e feriu cinco pessoas, uma das quais em estado grave.

  • Maduro deve ser reeleito em eleições contestadas pela oposição
    1:46

    Mundo

    Os venezuelanos elegem hoje o Presidente que deverá estar à frente do país até 2025. Há quatro candidatos, mas Nicolás Maduro é o favorito na corrida. A oposição apelou ao boicote e vários países da América e das Caraíbas, os EUA e a UE já avisaram que não reconhecerão resultados de uma eleição que não é livre nem transparente.

  • A solução de Elon Musk para os engarrafamentos em Los Angeles
    1:23