sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Olympiacos multa jogadores por más exibições

O presidente do Olympiacos, campeão grego de futebol e orientado pelo português Vítor Pereira, aplicou hoje uma multa de 500 mil euros aos seus jogadores devido aos maus desempenhos, nomeadamente na Liga Europa.

AP

"O Olympiacos é o maior clube grego e, para cada um de vocês, é uma honra representarem esta equipa. Devem respeitar e honrar o Olympiacos. Se alguém tiver um problema ou não quiser ficar aqui, que tenha a coragem de assumi-lo e ir-se embora", disse Evangelos Marinakis aos seus jogadores, de acordo com a agência AFP.

O presidente do campeão grego precisou que a multa dizia respeito, sobretudo, à eliminação frente aos ucranianos do Dnipro nos 16 avos de final da Liga Europa e ao recente empate 1-1 na receção ao AEK Atenas, atualmente na segunda divisão, para a Taça da Grécia. 

"Enquanto jogarem pelo Olympiacos, devem dar tudo, fazer sacrifícios por esta camisola. Devem ganhar o campeonato e a Taça da Grécia. Encaixem bem a mensagem e ajam em conformidade", acrescentou Marinakis.

O Olympiacos lidera o campeonato grego com três pontos de vantagem sobre o Panathinaikos. 











Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.