sicnot

Perfil

Desporto

Hamilton promete fazer melhor em 2015 e quer uma Fórmula 1 mais competitiva

 O britânico Lewis Hamilton, piloto da Mercedes e atual campeão do Mundo de Fórmula 1, espera que a próxima temporada seja "mais competitiva" e garantiu que quer fazer "ainda melhor" em 2015.

© Michaela Rehle / Reuters

Em entrevista ao Laureus.com e que foi disponibilizada à agência Lusa, o piloto de 30 anos assumiu que teve um "ano fantástico", não só pelo seu segundo título na Fórmula 1, mas também por se ter tornado o britânico com mais vitórias (33) em grandes prémios, ultrapassando Nigel Mansell (31) e Jackie Stewart (27).


"Sempre que venço, o sentimento é como se fosse a primeira vez. Foi fantástico ter uma lenda como o Nigel Mansell a desejar-me boa sorte minutos antes de participar na corrida em que bati o seu recorde. Não costumo olhar para as estatísticas, mas sempre que me lembro disso é um sentimento muito, muito surreal", afirmou.


Hamilton, que é um dos candidatos ao prémio de desportista do ano da Laureus, os 'óscares' do desporto, concorrendo, entre outros, com o futebolista português Cristiano Ronaldo, conquistou 11 dos 19 grandes prémios e ajudou a Mercedes vencer com alguma facilidade o mundial de construtores em 2014.


"Quero ser tão bom ou até melhor do que no ano passado. Sou um homem de corridas, adoro corridas. Particularmente, quando existe o desafio de outros pilotos e equipas. Adoro competição", explicou o bicampeão mundial.


Por isso mesmo, Lewis Hamilton quer mais pilotos a discutir o título de Fórmula 1 e uma melhor temporada de equipas como a McLaren e Ferrari, que desiludiram em 2014.


"Quantos mais, melhor. Houve um ano em que tivemos um vencedor diferente nas primeiras sete corridas e acho que é isso que os adeptos querem ver. Adoro as batalhas e as ultrapassagens em pista e é isso que quero ver", referiu.


Na luta pelo prémio de desportista do ano da Laureus, além de Ronaldo, Hamilton terá ainda a concorrência do número um do ténis, o sérvio Novak Djokovic, do também britânico Rory McIlroy, líder da classificação mundial de golfe, do espanhol Marc Márquez, campeão de MotoGP, e do campeão olímpico do salto com vara, o francês Renaud Lavillenie, que bateu o recorde mundial mantido durante 21 anos pelo ucraniano Sergey Bubka.


A nova temporada de Fórmula 1 arranca a 15 de março, com o Grande Prémio da Austrália, enquanto os vencedores dos Prémios Laureus serão anunciados a 15 de abril, numa cerimónia que vai decorrer em Xangai.


Lusa



  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.