sicnot

Perfil

Desporto

José Mourinho incentiva seleção feminina portuguesa na Algarve Cup

O treinador português José Mourinho, do Chelsea, enviou uma mensagem de apoio à seleção feminina de futebol, que hoje entra em ação na Algarve Cup, lembrando que só a competir com os melhores a 'equipa das quinas' poderá progredir.

© Christian Hartmann / Reuters

Na carta, dirigida à diretora da FPF, Mónica Jorge, e ao selecionador Francisco Neto, Mourinho lembra que Portugal "vai ter pela frente equipas cuja classificação no ranking da FIFA está muito acima" da seleção lusa.

"Apesar disso, e por mais difíceis que estes adversários possam ser, só competindo com as melhores o nosso futebol feminino poderá progredir", salienta o treinador dos 'blues', desejando uma participação fantástica.

O técnico deixou ainda uma saudação especial a Ana Borges, internacional portuguesa que defende a camisola do Chelsea.

A 22.ª edição da Algarve Cup de futebol feminino é a primeira sem restrições no sorteio e, por isso mesmo, Portugal vai ter pela frente o Japão, o atual campeão do Mundo.

A três meses do Mundial2015, o torneio algarvio irá servir de preparação para a competição que vai decorrer no Canadá, sobretudo para seleções como a nipónica, mas também para os Estados Unidos, Alemanha, França e Suécia, que repetem a presença, e para o Brasil, que se estreia nesta competição.

O encontro com o campeão mundial está agendado para o dia 06 de março, na sexta-feira, no Estádio Algarve, mas já hoje a equipa estreia-se frente à França, semifinalista do último Mundial, no Estádio Municipal da Belavista -- Parchal.

No grupo C, a formação lusa terá também pela frente a Dinamarca, 16.ª do 'ranking' FIFA, em jogo a disputar na segunda-feira, no Estádio Municipal de Albufeira.

Portugal ocupa o 42.º lugar da hierarquia mundial e nunca se apurou para a fase final de uma grande competição.



Lusa
  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.