sicnot

Perfil

Desporto

Michael Phelps pode vir a estar nos Mundiais de natação

O nadador Michael Phelps, recordista de medalhas olímpicas, poderá ser reintegrado na seleção dos Estados Unidos para os Mundiais, que se disputam em agosto, apesar de inicialmente ter sido excluído devido a um caso de alcoolemia. 

© USA Today Sports / Reuters

"É complicado, mas há possibilidades de que aconteça. Há formas de reconsiderar ou considerar a situação", admitiu o diretor executivo da Federação norte-americana de natação, Chuck Wielgus, em declarações ao ESPN.com.

Phelps, que já tinha conquistado um lugar para os Mundiais de Kazan (Rússia) nas provas de 100 metros livres, 100 mariposa e 200 estilos, foi sancionado em outubro pela sua federação com uma suspensão de seis meses, depois de ser detido por conduzir sob o efeito do álcool. 

Além da suspensão, a entidade que tutela a natação nos Estados Unidos excluiu Phelps, dono de 22 medalhas olímpicas, da equipa que representará o seu país nos Campeonatos do Mundo em agosto, apesar de a sua sanção terminar a 06 de abril, quatro meses antes do início da competição. 

Esta decisão podia ser reconsiderada, de acordo com Chuck Wielgus, que reconheceu já ter mantido conversas informais com o nadador. 

Phelps, que deverá regressar às piscinas a 15 de abril na localidade de Mesa (Estados Unidos), voltou à natação no ano passado, dois anos depois de anunciar a sua retirada, com o objetivo de participar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. 

Michael Phelps, que em junho cumprirá 30 anos, conseguiu um regresso bem-sucedido com cinco medalhas nos Campeonatos Pan-Pacífico, antes de ser detido, a 29 de setembro de 2014, pela polícia de Baltimore, quando conduzia a quase o dobro da velocidade permitida e com uma taxa de álcool no sangue superior à autorizada. 



Lusa
  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30