sicnot

Perfil

Desporto

Ex-presidente do Osasuna detido por presumível desvio de dinheiro do clube

O ex-presidente do Osasuna Miguel Archanco, o ex-gestor Ángel Vizcay e o ex-diretor Txuma Peralta foram hoje detidos, por ordem de um juiz de instrução de Pamplona, por alegado desvio de dinheiro do clube.

© Andrea Comas / Reuters

A investigação incide no desvio de uma verba a rondar os 2,4 milhões de euros, e os três dirigentes foram, segundo fontes judiciais, detidos hoje de manhã e deverão ainda hoje ser ouvidos pelo juiz.

Em causa estarão crimes de apropriação indevida, sociedade criminosa e falsificação de documentos.

Archanco foi presidente do Osasuna -- que desceu na última época à segunda divisão -- até junho de 2014.

A operação de hoje acontece depois de os responsáveis da auditoria às contas do Osasuna terem detetado presumíveis irregularidades nas contas do clube, surgindo agora como testemunhas periciais na investigação.

O resultado da auditoria foi conhecido a 18 de fevereiro e o processo judicial teve início no dia seguinte, quando a atual junta diretiva do clube, presidida por Luis Sabalza, denunciou as alegadas irregularidades na presidência de Archanco.



Lusa
  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Santana Lopes rejeita responsabilidades nas falhas do SIRESP
    1:21

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Sobre o relatório do SIRESP, António Vitorino diz que há neste momento um passa culpas entre entidades que só vai contribuir para aumentar o receio das populações perante os incêndios. Pedro Santana Lopes, que era primeiro-ministro quando foi assinado o contrato da rede de comunicações, diz que não sente responsabilidades e defende que o importante é perceber o que há de errado com o SIRESP.

  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29