sicnot

Perfil

Desporto

Nuno Espírito Santo volta a ser eleito treinador do mês na Liga espanhola

O português Nuno Espírito Santo, do Valência, voltou hoje a ser eleito treinador do mês da Liga espanhola de futebol, desta vez em relação a fevereiro, anunciou 'La Liga'.

Nuno Espiríto Santo / Lusa

Nuno Espiríto Santo / Lusa

LUSA

O técnico venceu quatro jogos consecutivos, com o Espanyol (fora, 2-1), Getafe (casa, 1-0), Córdoba (fora, 2-1) e Real Sociedad (casa, 2-0), e consolidou o quarto lugar no campeonato, atrás de Real Madrid, FC Barcelona e Atlético Madrid.

A equipa 'che' está agora a apenas um ponto do campeão espanhol Atlético Madrid, formação que defronta no domingo, com uma visita ao Estádio Vicente Calderón, em jogo da 26.ª jornada do campeonato.

No Valência encontram-se os portugueses João Cancelo, Ruben Vezo e André Gomes.

Anteriormente, Nuno Espírito Santo tinha sido também eleito melhor treinador dos meses de setembro e dezembro, naquela que é a sua primeira época no Valência, depois de ter saído do Rio Ave na temporada transata.



Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.