sicnot

Perfil

Desporto

Portugal apresenta cinco atletas no arranque do Mundial de triatlo

A seleção portuguesa de triatlo inicia no sábado a edição de 2015 do Campeonato do Mundo, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, com os benfiquistas João Pereira e João Silva à procura dos lugares cimeiros.

João Pereira, quinto do 'ranking' mundial de triatlo, e João Silva, 13.º, são os principais candidatos a obter bons resultados na primeira das dez etapas do circuito, numa prova em que vão alinhar ainda Miguel Arraiolos, também do Benfica, e Filipe Azevedo, do Águias de Alpiarça.


O espanhol Javier Gómez Noya é o atual campeão do mundo, depois de ter conquistado em 2014 o seu quarto título, igualando o britânico Simon Lessing, ao impor-se ao compatriota Mario Mola e aos britânicos Jonathan Brownlee e Alistair Brownlee, que terminaram a competição nas posições imediatas.


No sector feminino, Melanie Santos, do Alhandra e 127.ª da hierarquia em 2014, é a única representante lusa no arranque da competição, que além do título mundial tem como aliciante suplementar a qualificação para os Jogos Olímpicos Rio2016. No ano passado, o cetro foi conquistado pela norte-americana Gwen Jorgensen.


Para a classificação final são contabilizadas as cinco melhores provas de cada triatleta - duas podem ser taças do mundo -  e a grande final (Chicago, Estados Unidos, de 15 a 20 de setembro), que vale mais pontos.


Das dez etapas, quatro são disputadas em distância 'sprint' (750 metros de natação, 20 quilómetros de ciclismo e cinco de corrida), casos de Abu Dhabi, Londres, Hamburgo e Edmonton, e as restantes em distância olímpica (1,5 quilómetros de natação, 40 de ciclismo e dez de corrida).

João Pereira quer ano mais calmo a subir no 'top-10' do triatlo mundial 

 O português João Pereira revelou hoje a ambição de consolidar um lugar no 'top-10' mundial do triatlo em 2015, um ano que o quinto do 'ranking' espera que seja mais calmo do que o anterior.


"O meu objetivo é tentar fazer um ano mais calmo, menos stressante, e tentar melhorar o meu quinto lugar. Sei que é muito difícil chegar aos lugares de pódio, de excelência, que é o que todos ambicionam, mas espero conseguir e, pelo menos, manter-me no 'top-10', porque qualquer um nestas posições consegue vencer etapas do Mundial", explicou João Pereira.


Em declarações à agência Lusa, o triatleta do Benfica revelou-se confiante na qualificação para os Jogos Olímpicos Rio2016 e já pensa em conquistar uma boa posição de partida na prova do Rio de Janeiro, na sua estreia em competições olímpicas.


"A qualificação já se iniciou e o primeiro período termina em maio. Vou fazer mais duas provas e acho que não vai ser tão difícil como para os anteriores. Queria chegar lá numa boa posição [do 'ranking'], para ter um bom lugar e sair bem posicionado", referiu o melhor português de sempre na hierarquia mundial.


Esse estatuto pertencia ao seu companheiro no Benfica João Silva, que ocupa atualmente o 13.º posto, numa 'luta' sem rivalidade, a não ser pela melhoria da modalidade em Portugal.


"Nunca foi objetivo 'roubar' esse estatuto ao João Silva, que é um atleta excecional, com grandes qualidades e é muito forte nos três segmentos. Eu acredito que ele é muito competitivo e vai tentar não digo 'roubar' esse estatuto, mas melhorar ao máximo, porque o triatlo tem muito a crescer se estivermos dois no 'top' mundial", sublinhou.


Apesar de ser o número um português, João Pereira ainda não conquistou qualquer triunfo em etapas do campeonato do mundo -- o melhor que conseguiu foi o segundo lugar em Chicago em 2014 --, algo que João Silva já celebrou por duas vezes, em Yokohama, em 2011 e 2012.

"A vitória numa etapa é o meu objetivo máximo, mas sei que é muito complicado. Todos os atletas querem isso. Sei que tenho de estar no máximo das minhas capacidades, mas claro que é algo que vejo como um sonho e um objetivo", rematou João Pereira, que tem previsto participar em oito das dez etapas do Mundial.




Lusa
  • Eduardo Cabrita nomeado ministro da Administração Interna

    País

    O primeiro-ministro propôs esta quarta-feira ao Presidente da República a nomeação de Eduardo Cabrita para o cargo de ministro da Administração Interna e de Pedro Siza Vieira para ministro Adjunto do primeiro-ministro. A tomada de posse realiza-se no sábado às 09:00.

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08