sicnot

Perfil

Desporto

Assembleia Geral da Liga italiana aprova financiamento ao Parma

A Liga italiana de futebol aprovou esta sexta-feira um financiamento ao Parma, para que o clube possa terminar a temporada, com dinheiro procedente em grande parte de um fundo em que são depositadas as multas pagas pelos clubes.

Assim, a equipa do Parma, que falhou os dois últimos jogos do campeonato, um devido por não conseguir assegurar as condições de segurança no seu estádio e outro por greve dos jogadores, deverá jogar o jogo do próximo fim de semana frente à Atalanta e do seguinte, perante o Sassuolo. (Arquivo)

Assim, a equipa do Parma, que falhou os dois últimos jogos do campeonato, um devido por não conseguir assegurar as condições de segurança no seu estádio e outro por greve dos jogadores, deverá jogar o jogo do próximo fim de semana frente à Atalanta e do seguinte, perante o Sassuolo. (Arquivo)

Marco Vasini / AP

A Assembleia Geral da Serie A aprovou a medida para salvar o Parma com 16 votos a favor, um contra, do Cesena, e três abstenções, do Nápoles, AS Roma e Sassuolo.

Os órgãos de informação locais noticiaram que o plano do presidente da Federação Italiana, Carlo Tavecchio, era injetar um montante de cinco milhões de euros no clube, provenientes do referido fundo.

O financiamento, segundo as mesmas fontes, vai iniciar-se a partir do dia 19 de março, quando um tribunal vai avaliar a situação da sociedade e pode decretar a sua falência.

Assim, a equipa do Parma, que falhou os dois últimos jogos do campeonato, um devido por não conseguir assegurar as condições de segurança no seu estádio e outro por greve dos jogadores, deverá jogar o jogo do próximo fim de semana frente à Atalanta e do seguinte, perante o Sassuolo.
Lusa
  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.