sicnot

Perfil

Desporto

Leonardo Mayer e João Souza jogam a partida mais longa da Taça Davis de ténis

O encontro de ténis disputado hoje entre o argentino Leonardo Mayer e o brasileiro João Souza, em Buenos Aires, que teve a duração de seis horas e 42 minutos, converteu-se no mais longo da história da Taça Davis.

© Marcos Brindicci / Reuters

A emotiva e longa partida, quarta da eliminatória sul-americana da Taça Davis que se disputou em Buenos Aires, sob temperaturas a rondar os 29 graus, terminou favorável ao argentino Leonardo Mayer, por 7-6 (4), 7-6 (5), 5-7, 5-7 e 15-13.

Este registo suplanta as marcas míticas realizadas nos encontros disputados entre o norte-americano John McEnroe e o sueco Mats Wilander, com seis horas e 22 minutos, em 1982, e entre McEnroe e o alemão Boris Becker, com menos um minuto, em 1987.

Na variante de pares, a Taça Davis regista a marca histórica de sete horas e um minuto, que remonta a 2013, numa partida entre os checos Thomas Berdych e Lukas Rosol e os suíços Marco Chiudunelli e Stanislas Wawrinka.

Lusa
  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC