sicnot

Perfil

Desporto

Melhor jogadora do mundo "sonha" com títulos mundial e olímpico

Marta Silva, aos 29 anos, quer continuar a somar títulos individuais e coletivos no futebol feminino e garante que irá lutar pela conquista dos títulos mundial e olímpico.

A atacante brasileira, que venceu por cinco vezes o título de melhor jogadora do mundo, está a participar pela primeira vez na Algarve Cup, a prova algarvia que reúne as melhores seleções mundiais da modalidade.

A atacante brasileira, que venceu por cinco vezes o título de melhor jogadora do mundo, está a participar pela primeira vez na Algarve Cup, a prova algarvia que reúne as melhores seleções mundiais da modalidade.

Lusa

A atacante brasileira, que venceu por cinco vezes o título de melhor jogadora do mundo, está a participar pela primeira vez na Algarve Cup, a prova algarvia que reúne as melhores seleções mundiais da modalidade.

"Depois do que já conquistei, espero conseguir algo mais. Quem sabe se já este ano no Mundial e também nas olimpíadas em 2016", disse à reportagem da Lusa a atacante brasileira, no final do penúltimo treino por terras algarvias.

Para Marta Silva, a participação da seleção brasileira na Algarve Cup tem sido "um grande e importante teste para a equipa, devido à integração da nova equipa técnica e também de jogadoras que representam a seleção pela primeira vez".

"Ficámos no grupo mais forte, o que é uma oportunidade para testar e preparar a equipa para termos condições de chegarmos melhor ao Mundial", disse Marta Silva, considerando que a prestação na prova algarvia - uma vitória, um empate e uma derrota - "servem para melhorar o que está menos bem".

A jogadora mais talentosa do Brasil elogiou a prova algarvia, "bem organizada com as melhores seleções, numa região muito agradável e com excelentes condições para as equipas trabalharem".

Apontada como referência para as jogadoras mais jovens e que chegam agora à seleção brasileira, Marta Silva considera que a distinção atribui-lhe maior responsabilidade: "Perceber que elas me veem como um exemplo, torna-se numa responsabilidade muito maior, porque queremos passar o melhor que temos, tanto dentro como fora do campo."

"Com o passar do tempo e da forma como as coisas têm acontecido na minha vida, tudo se torna uma responsabilidade, porque tenho de parar para pensar no que vou responder e fazer, dentro e fora do campo", sublinhou a atacante brasileira, acrescentando que "o facto de ser conhecida faz com que esteja sempre sob o olhar das pessoas".

Marta Silva tem na mãe o grande "ídolo e fonte inspiradora", devido à história de vida e da forma como criou os filhos, "com muitas dificuldades", mas no futebol masculino, Cristiano Ronaldo e Neymar "estão entre os preferidos".

"Hoje em dia, não há somente um bom jogador, existem vários, tanto no futebol masculino como no feminino", disse a jogadora da seleção `canarinha´, apontando como exemplo a sua companheira Formiga, "que, aos 37 anos, ainda continua a dar `show´ e a ser um exemplo".

Sobre a seleção portuguesa de futebol feminino, Marta Silva considera que "é uma equipa com novas jogadoras e que está a iniciar um novo trabalho e que tem necessidade de melhorar para competir de igual com outras seleções nas várias competições".

"É uma nova etapa e quem sabe se futuramente não se torna numa grande potência", concluiu Marta Silva.
  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.