sicnot

Perfil

Desporto

Cinco suspeitos de ato racista antes do PSG-Chelsea respondem em tribunal

Cinco homens suspeitos de terem participado no incidente racista no metro parisiense, antes do jogo da Liga dos Campeões de futebol Paris Saint-Germain-Chelsea, vão responder em tribunal a 25 de março, anunciou hoje a polícia britânica.

© Siu Chiu / Reuters

As autoridades policiais informaram que os cinco homens foram convocados a comparecer perante o tribunal de Waltham Forest, próximo de Londres, no âmbito de uma ação diretamente relacionada com a emissão de ordens judiciais de proibição de frequentar estádios de futebol.

A 17 de fevereiro, em Paris, antes do jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões (1-1), adeptos da equipa inglesa foram filmados a impedir a entrada numa composição de metro a um negro, enquanto cantavam: "Somos racistas, somos racistas e é assim que gostamos de ser."

O Chelsea proibiu cinco adeptos envolvidos de assistirem a jogos no seu estádio, repudiando de imediato o incidente, tal como o treinador, o português José Mourinho, que convidou a vítima a assistir em Londres a um jogo dos 'blues', o que foi recusado.

O homem impedido de entrar no metro de Paris apresentou uma denúncia devido ao incidente, que já levou a procuradoria de Paris a abrir um inquérito por "violência voluntária com base na raça num meio de transporte público".

O Chelsea, líder isolado da Liga inglesa, e o Paris Saint-Germain, segundo classificado do campeonato francês, defrontam-se hoje no encontro da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, em Londres, com início às 19:45.

Lusa
  • Manifestação contra resultados do partido alemão de Extrema-Direita
    0:39
  • Ciclista Peter Sagan tricampeão do mundo

    Desporto

    O eslovaco Peter Sagan deixou este domingo mais uma marca na história do ciclismo, ao sagrar-se campeão do mundo de fundo pela terceira vez consecutiva, uma proeza inédita para norueguês ver e lamentar.