sicnot

Perfil

Desporto

Imprensa britânica crítica Mourinho e atuação do Chelsea

A comunicação social britânica foi esta quinta feira muito crítica com o José Mourinho e o Chelsea, treinador e equipa que "nunca serão verdadeiramente amados", na sequência da eliminação nos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol.

© Action Images / Reuters

"Poucas pessoas fora de Stamford Bridge lamentarão a sorte do Chelsea", escreve o Daily Telegraph, que fala de uma "noite de desgraça" para a equipa londrina, que foi afastada da principal prova europeia de clubes pelo Paris-Saint Germain (PSG).

Os franceses estiveram por duas vezes em desvantagem, mas conseguiram terminar o prolongamento com um empate 2-2, qualificando-se para os quartos de final -- onde já está o FC Porto -- graças ao maior número de golos marcados fora de casa, depois de uma igualdade 1-1 em Paris.

"Les Misérables", titula o The Sun, considerando que Mourinho, um especialista em jogos de palavras antes e depois dos jogos, recebeu "uma lição de francês" do PSG.

O jornal mais lido na Grã-Bretanha defendeu que "o Chelsea teve exatamente aquilo que mereceu", criticando a forma como os jogadores da equipa londrina pressionaram desde o início do encontro o árbitro holandês Bjorn Kuipers.

"The Bully Boys" (os rapazes do bullying), escreve o Daily Mail, ilustrando com uma fotografia em que nove jogadores do Chelsea estão a rodear o árbitro, qualificando de "deplorável" a atitude dos futebolistas da equipa inglesa.

Para o The Times, "mesmo com 10 homens durante tanto tempo", numa alusão à expulsão da 'estrela' do PSG, o sueco Zlatan Ibrahimovic, aos 34 minutos, o Chelsea "foi inferior ao adversário em quase todas as ações do jogo".

"José Mourinho até pode acabar como o treinador mais vencedor de sempre, mas acho que nem ele, nem as suas equipas nunca serão verdadeiramente amados. Será que ele se importa? Lamentavelmente, penso que não", sustentou Jamie Carragher, antigo jogador do Liverpool e atual comentador da Sky Sports.

Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.

  • Incêndio na Amadora deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação na Buraca, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa