sicnot

Perfil

Desporto

Julgamento de Pistorius vai ser alvo de recurso da acusação

O julgamento de Oscar Pistorius, que cumpre cinco anos de prisão por ter matado a namorada em 2013, vai ser alvo de um recurso da acusação, depois de os advogados do ex-atleta terem falhado hoje o bloqueamento do processo.

© POOL New / Reuters

A juíza Thokozile Masipa, que autorizou a procuradoria a recorrer do seu próprio julgamento, rejeitou o pedido dos defensores de Pistorius.

O ex-campeão paraolímpico, preso desde outubro e que festejou recentemente os seus 28 anos na prisão, foi considerado culpado de "homicídio involuntário".

A juíza admitiu que não tinha suficientes provas para rejeitar a versão de Pistorius, que sempre afirmou ter matado Reeva Steenkamp, a 14 de fevereiro de 2013, por a ter confundido com um ladrão que teria entrado em sua casa durante a noite.

Foi esta noção de homicídio involuntário que motivou o recurso da acusação, que tinha criticado a "ligeireza chocante" da pena.

Os procuradores argumentam que Masipa não interpretou corretamente a lei quando considerou que Pistorius não matou intencionalmente Steenkamp, apesar de o atleta ter disparado quatro tiros através da porta da casa de banho e admitido pensar que um ser humano se encontrava no local. 

Os advogados do atleta contradiziam que a condenação foi baseada em factos apresentados durante o julgamento e que, por isso, não admitia recurso.

O Supremo Tribunal de Recurso irá agora analisar o caso, a partir de agosto. Se for considerado culpado de homicídio, Pistorius -- que ganhou seis medalhas de ouro - arrisca pelo menos 15 anos de prisão.








Lusa
  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.