sicnot

Perfil

Desporto

Lito Vidigal é o oitavo treinador despedido na I Liga esta época

O treinador Lito Vidigal deixou esta terça-feira o comando técnico do Belenenses, atual sexto classificado da I Liga portuguesa de futebol, naquela que é a oitava "chicotada psicológica" na presente época no principal escalão português.

Apesar do bom desempenho no campeonato, em que o Belenenses se vem afirmando como uma das equipas 'sensação', era pública a falta de entendimento entre o treinador (na imagem), de 45 anos, e os dirigentes do clube de Belém, nomeadamente com o presidente da SAD, Rui Pedro Soares. (Arquivo)

Apesar do bom desempenho no campeonato, em que o Belenenses se vem afirmando como uma das equipas 'sensação', era pública a falta de entendimento entre o treinador (na imagem), de 45 anos, e os dirigentes do clube de Belém, nomeadamente com o presidente da SAD, Rui Pedro Soares. (Arquivo)

Rebecca Blackwell/ AP

Apesar do bom desempenho no campeonato, em que o Belenenses se vem afirmando como uma das equipas 'sensação', era pública a falta de entendimento entre o treinador, de 45 anos, e os dirigentes do clube de Belém, nomeadamente com o presidente da SAD, Rui Pedro Soares.

O treinador, que cumpria a segunda época ao serviço dos 'azuis' do Restelo torna-se assim no oitavo treinador a deixar o comando técnico da uma equipa da I Liga na presente temporada, depois de na segunda-feira o Penafiel ter prescindido dos serviços de Rui Quinta (substituído por Carlos Brito) e duas jornadas antes José Couceiro ter abandonado o comando técnico do Estoril-Praia.

A demissão de José Couceiro, que entretanto foi substituído por Fabiano Soares, surgiu um dia depois de o Marítimo também ter anunciado, após a 23.ª jornada, a rescisão com Leonel Pontes.

Antes de José Couceiro e Leonel Pontes, Paulo Sérgio tinha sido dispensado pela Académica após a 21.ª jornada, tendo deixado então os 'estudantes', que passaram a ser liderados, interinamente, por José Viterbo.

As alterações nas equipas técnicas do primeiro escalão começaram logo ao fim da terceira jornada, quando José Mota substituiu no Gil Vicente João de Deus, que orienta atualmente o Sporting B.

Após 25 jornadas, o Belenenses ocupa atualmente a sexta posição da liga portuguesa, com 36 pontos, resultado de 9 vitórias, 9 empates e 7 derrotas.
Lusa