sicnot

Perfil

Desporto

Organização dos Jogos Olímpicos Rio2016 deteta venda fraudulenta de bilhetes

O comité organizador dos Jogos Olímpicos do Rio em 2016 detetou a venda fraudulenta de bilhetes para a competição, tendo iniciado uma investigação interna e denunciado o caso à polícia.

De acordo com o diretor de comunicação dos jogos, os falsos bilhetes diziam respeito aos eventos mais caros da competição e estavam a ser vendidos sob a forma de um pacote que incluía alojamento e outros serviços. (Arquivo)

De acordo com o diretor de comunicação dos jogos, os falsos bilhetes diziam respeito aos eventos mais caros da competição e estavam a ser vendidos sob a forma de um pacote que incluía alojamento e outros serviços. (Arquivo)

© John Kolesidis / Reuters

"Várias pessoas receberam correio eletrónico e chamadas telefónicas com o objetivo de vender os ingressos mais procurados e disputados. Como ainda não iniciámos a venda de bilhetes, só pode tratar-se de uma fraude", alertou o diretor de comunicação do comité organizador do Rio 2016, Mário Andrada.

Em conferência de imprensa, o mesmo responsável indicou que o calendário definitivo das competições não está ainda concluído e que os ingressos só começam a ser vendidos a 31 de março.

De acordo com o diretor de comunicação dos jogos, os falsos bilhetes diziam respeito aos eventos mais caros da competição e estavam a ser vendidos sob a forma de um pacote que incluía alojamento e outros serviços.
Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.