sicnot

Perfil

Desporto

Selecionador sueco defende "desabafos" de Ibrahimovic

O selecionador sueco de futebol, Eric Hamrén, saiu esta quarta-feira em defesa do avançado Zlatan Ibrahimovic, que qualificou a França de "país de m...", após um jogo em que a sua equipa, o Paris Saint-Germain, perdeu com o Bordéus.

"Este país de m... não merece o PSG. Somos demasiado bons para este país", disse o internacional sueco, que, apesar de ter divulgado posteriormente um vídeo com um pedido público de desculpas pelas palavras ditas "a quente", arrisca uma pesada suspensão.

"Este país de m... não merece o PSG. Somos demasiado bons para este país", disse o internacional sueco, que, apesar de ter divulgado posteriormente um vídeo com um pedido público de desculpas pelas palavras ditas "a quente", arrisca uma pesada suspensão.

Matt Dunham / AP

"Por vezes, precisamos de desabafar quando nos sentimos tratados com injustiça. É preciso conhecer o contexto. Não o disse numa conferência de imprensa", observou Hamrén à rádio pública SR, explicando que o 'capitão' da seleção sueca não tinha conhecimento de estar a ser filmado.

Em declarações logo após o jogo de domingo, da 29.ª jornada do campeonato francês, que o PSG perdeu por 3-2, Ibrahimovic criticou o árbitro Lionel Jaffredo, afirmando que, "em 15 anos, nunca tinha assistido a uma arbitragem tão má".

"Este país de m... não merece o PSG. Somos demasiado bons para este país", disse o internacional sueco, que, apesar de ter divulgado posteriormente um vídeo com um pedido público de desculpas pelas palavras ditas "a quente", arrisca uma pesada suspensão.
  • Ibrahimovic volta a pedir desculpa
    1:07

    Desporto

    Zlatan Ibrahimovic gravou um vídeo a reiterar o pedido de desculpa publicado ainda ontem no Facebook. O jogador sueco do PSG pede para não distorcerem o que disse no final do jogo com o Bordéus.

  • Porque pediu desculpa Ibrahimovic?
    1:54

    Desporto

    Zlatan Ibrahimovic já pediu desculpas a quem se sentiu ofendido. O sueco do Paris Sain Germain está no centro de uma polémica em França por causa do que disse a seguir à derrota em Bordéus. Palavras que levaram até a reacções políticas.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.