sicnot

Perfil

Desporto

Tenista norte-americano suspenso 15 anos por doping

O tenista norte-americano Wayne Odesnik foi hoje suspenso por 15 anos pela Agência norte-americana antidopagem (USADA), depois de registar um segundo caso de doping na sua carreira. 

© Henry Romero / Reuters

Testes fora de competição, realizados em dezembro e janeiro pela Federação Internacional de Ténis e pela USADA, revelaram a presença de substâncias dopantes. 

O tenista de 29 anos, que ocupa atualmente o 267.º lugar no ranking mundial, já tinha cumprido dois anos de suspensão em 2010 por ter sido declarado culpado pela posse de hormona de crescimento humano. 

Os 15 anos de suspensão de Wayne Odesnik terminam a 29 de janeiro de 2030.

Lusa
  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.