sicnot

Perfil

Desporto

Benfica e FC Porto postos à prova em Vila do Conde e na Choupana

Benfica e FC Porto são postos à prova no sábado com visitas de risco a Vila do Conde (Rio Ave) e à Choupana (Nacional), numa fase da I Liga de futebol em que estão proibidos perder pontos.

LUSA/ ARQUIVO

LUSA/ ARQUIVO

GREGORIO CUNHA/ LUSA

À entrada para a 26.ª jornada, os dois rivais estão separados por quatro pontos, com nove rondas pela frente, os dois têm pouca margem de erro: as 'águias' procuram aumentar a vantagem no comando da classificação e os 'dragões' diminuir as diferenças, quando ainda falta jogar o 'clássico' entre ambos, no final de abril, na Luz.

Nesta caminhada, os jogos de sábado afiguram-se dos mais difíceis, perante adversários habitualmente complicados. 

O Benfica é o primeiro a entrar em ação, às 18:00, num jogo em que não contará com o influente argentino Gaitán, a cumprir castigo, frente a um Rio Ave que na primeira volta, na Luz, perdeu pela margem mínima (1-0).

Com Pedro Martins à frente da equipa, o conjunto de Vila do Conde -- que na última época perdeu as finais da Taça da Liga, Taça de Portugal e a Supertaça com o Benfica -, ocupa um confortável oitavo lugar no campeonato.

Quanto ao FC Porto, visita o Nacional (9.º), às 20:15, num terreno com tradição igualmente exigente, lembrando que os rivais Benfica (2-1) e Sporting (1-0) sentiram grandes dificuldades para lá vencerem.

Os 'dragões' não podem contar com Fabiano, expulso frente ao Arouca, nem com Jackson Martinez, ainda a recuperar de lesão, devendo o guarda-redes brasileiro Helton ser o titular na baliz, e Aboubakar a aposta no ataque.

Na 26.ª jornada nota também para o Sporting, que no domingo recebe o Vitória de Guimarães (18:00), num momento em que os 'leões' concentram as atenções no terceiro lugar, no qual têm uma vantagem de sete pontos para o Sporting de Braga (4.º).

As duas derrotas consecutivas com FC Porto (1-0) e Benfica (2-0) atrasaram a equipa de Sérgio Conceição -- que abre a jornada na sexta-feira com a receção à Académica (20:30) -- na luta pelo terceiro lugar, de acesso ao 'play off' da Liga dos Campeões.

A quatro pontos da zona europeia (do quinto lugar do Vitória de Guimarães) está o Belenenses, que no domingo visita o Boavista (14.º) depois do treinador Lito Vidigal ter sido afastado esta semana, devido a divergências com a SAD, estreando o técnico Jorge Simão.

Face à saída de Rui Quinta, outro estreante na ronda será Carlos Brito no Penafiel, técnico que tem a árdua tarefa de evitar a descida, num momento em que a equipa é última classificada (16 pontos, a quatro da 'linha de salvação') e ainda tem que visitar até ao final do campeonato Braga, o Dragão e Luz.

O Penafiel defronta nesta 26.ª jornada o Estoril-Praia (12.º), uma das equipas que esta temporada também viu sair o treinador (José couceiro), promovendo a entrada de Fabiano Soares, coadjuvado pelo ex-futebolista Hugo Leal.

Outros 'aflitos' defrontam-se no domingo, com o Arouca (16.º) a receber o Gil Vicente (16:00), num dia em que haverá também um Moreirense-Marítimo, à mesma hora.

A jornada da I Liga fica concluída na segunda-feira, com o Vitória de Setúbal a receber o Paços de Ferreira, a partir das 20:00.


Lusa
  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.