sicnot

Perfil

Desporto

Guardiola adverte para dificuldades frente a um FC Porto invicto na "Champions"

O treinador espanhol Pep Guardiola advertiu esta sexta-feira para as dificuldades que os alemães do Bayern Munique vão encontrar nos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol frente ao FC Porto, que ainda não perdeu na competição.

"Esperamos um grande ambiente, num belo estádio [Dragão]. São fortes fisicamente, têm avançados rápidos e, apesar de serem uma equipa jovem, ainda não perderam na Liga dos Campeões. É uma eliminatória dos quartos de final e já não existem jogos fáceis. É sempre difícil e vamos tentar tudo", afirmou Guardiola. (Arquivo)

"Esperamos um grande ambiente, num belo estádio [Dragão]. São fortes fisicamente, têm avançados rápidos e, apesar de serem uma equipa jovem, ainda não perderam na Liga dos Campeões. É uma eliminatória dos quartos de final e já não existem jogos fáceis. É sempre difícil e vamos tentar tudo", afirmou Guardiola. (Arquivo)

© Valentyn Ogirenko / Reuters

"Esperamos um grande ambiente, num belo estádio [Dragão]. São fortes fisicamente, têm avançados rápidos e, apesar de serem uma equipa jovem, ainda não perderam na Liga dos Campeões. É uma eliminatória dos quartos de final e já não existem jogos fáceis. É sempre difícil e vamos tentar tudo", afirmou Guardiola, citado pelo sítio oficial do Bayern na Internet.

Em reação ao sorteio realizado hoje na cidade suíça de Nyon, o avançado alemão Thomas Müller reconheceu que "podia ter sido pior".

"Estamos satisfeitos com o sorteio, mas temos de ter cuidado porque o FC Porto está muito confiante com os quartos de final. Vamos levar os embates a sério, acreditamos no nosso potencial e temos como objetivo chegar à final", frisou Müller.

O guarda-redes Manuel Neuer recordou a sua experiência no Estádio do Dragão, onde defendeu a baliza do Schalke 04, nos oitavos de final da 'Champions' de 2007/08.

"Eu tive uma boa experiência lá, onde o Schalke 04 se qualificou nos penaltis. Mas, agora, eles estão invictos, têm qualidade e não os podemos subestimar. O ambiente vai ser 'quente', impressionante, o que não nos vai facilitar", referiu Neuer.

O 'capitão' Phillipp Lahm disse ambicionar um "bom resultado" na primeira mão, no Porto, a 15 de abril, elogiando a técnica dos comandados do espanhol Julen Lopetegui.

Uma advertência partilhada pelo diretor executivo do clube bávaro, o antigo futebolista Karl-Heinz Rummenigge, que também não escondeu a satisfação com o resultado do sorteio.

"Não tivemos má sorte, mas não podemos subestimar o adversário. O FC Porto qualificou-se em primeiro lugar na fase de grupos e avançou com facilidade frente ao Basileia, nomeadamente com o 4-0 na segunda mão, no Porto. Se olharmos para os embates entre Paris Saint-Germain e FC Barcelona e o dérbi de Madrid entre Real e Atlético percebemos que esses são os destaques. O nosso objetivo é chegar às meias-finais e temos dois jogos para o conseguir", referiu o dirigente.

FC Porto e Bayern Munique decidem a qualificação para as 'meias' da 'Champions' a 15 de abril, no Estádio do Dragão, no Porto, e a 21 de abril, em solo germânico.
Lusa
  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".