sicnot

Perfil

Desporto

Steve Nash abandona o basquetebol, aos 41 anos

O canadiano Steve Nash, considerado um dos melhores bases de sempre da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA), anunciou hoje que vai abandonar os pavilhões, aos 41 anos.

© Lucy Nicholson / Reuters

Após uma temporada em 'branco', devido a uma insistente lesão nas costas, Steve Nash decidiu 'reformar-se', depois da sua atual equipa, os Los Angeles Lakers, teram falhado o apuramento para os 'play-offs'.

"Vou retirar-me. Não vou jogar mais basquetebol. Já sinto falta e estou ansioso para passar para uma nova etapa da minha vida", escreveu Nash, no fórum na internet Player's Tribune.

Nash estreou-se na NBA em 1996, com a camisola dos Phoenix Sun, transferindo-se em 1998 para os Dallas Mavericks, nos quais permaneceu até 2004, ano em que regressou aos Suns.

Em 2012, foi contratado pelos Lakers, mas não foi feliz nesta reta final da carreira, tendo jogado apenas 65 jogos nos últimos três anos, marcados por lesões.

Eleito por duas vezes o melhor jogador (MVP) da NBA, em 2005 e 2006, o canadiano marcou um total 17.387 pontos em 19 anos e foi escolhido por oito vezes para o jogo 'All Star'. 

Nash é o terceiro jogador da história da competição com mais assistências (10.335) e o melhor em percentagem de lances livres (90,4).

Lusa
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.