sicnot

Perfil

Desporto

Mo Farah vence meia maratona, Sara Moreira segunda melhor

Galeria de fotos

O britânico Mo Farah, campeão olímpico e do mundo dos 5.000 e 10.000 metros, venceu hoje a 25.ª edição da meia maratona de Lisboa - e com novo recorde da Europa da distância. A portuguesa Sara Moreira terminou em segundo lugar a corrida feminina, ganha pela queniana Rose Chelimo.

STEVEN GOVERNO/LUSA

STEVEN GOVERNO

STEVEN GOVERNO

Rose Chelimo

Rose Chelimo

Sara Moreira

Sara Moreira

STEVEN GOVERNO

Sara Moreira

Sara Moreira

STEVEN GOVERNO

Mo Farah percorreu os 21,0975 quilómetros em 59.32 minutos. A anterior marca, 59.52 minutos, pertencia ao espanhol Fabian Roncero desde 01 de abril de 2001.

O pódio masculino da 25.ª meia maratona de Lisboa ficou completo com os quenianos Micah Kemboi Kogo (59.33) e Stephen Kosgei Kibet (59.58).

Na corrida feminina, Sara Moreira foi a segunda melhor, atrás de Rose Chelimo. A atleta do Sporting bateu o recorde pessoal na distância, com o tempo de 1:09.18 horas, enquanto Chelimo terminou a corrida com o tempo de 1:08.22 horas. 

A também queniana Prisca Jeptoo fechou o pódio com 1:09.21.

Dulce Félix, do Benfica, terminou a corrida no quinto lugar, com o tempo de 1:10.27 horas.

Classificações:

Masculinos:

1. Mo Farah (Gbr), 59.32 minutos.
2. Micah Kemboi Kogo (Que), 59.33.
3. Stephen Kosgei Kibet (Que), 59.58.
4. Idemo Guye Adola (Eti), 1:00.45 horas.
5. Edwin Kipyego (Que), 1:01.48.
6. Kevin Kochei (Que), 1:01.56.
7. Sahlesilassie Nigussie Meketa (Eti), 1:02.16.
9. Silas Kipruto (Que), 1:03.19.
10. Ezekiel Chepkorom (Uga), 1:03.30.

Femininos:

1. Rose Chelimo (Que), 1:08.22 horas.
2. Sara Moreira (Por), 1:09.18.
3. Prisca Jeptoo (Que), 1:09.21.
4. Purity Cherotich Rionoripo (Que), 1:10.24.
5. Dulce Félix (Por), 1:10.27.
6. Doris Changeywo (Que), 1:11.54.
7. Koren Jelela (Eti), 1:11.55.
8. Workenesh Edesa (Eti), 1:12.00.
9. Polline Wanjiku (Eti), 1:12.09.
10. Jane Jepkosgei Kiptoo (Que), 1:12.55.


Com Lusa
  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.