sicnot

Perfil

Desporto

McLaren anuncia regresso de Alonso no GP da Malásia

A McLaren confirmou hoje o regresso do piloto espanhol Fernando Alonso à competição no Grande Prémio de Fórmula 1 da Malásia, a segunda prova do calendário internacional, após recuperar completamente de acidente.

© Marcelo del Pozo / Reuters

"Agrada-nos poder anunciar, depois da definitiva avaliação médica da FIA, que Fernando Alonso vai regressar à cabine do seu MP430 na próxima sexta-feira no circuito de Spegang para o Grande Prémio da Malásia", informou a escuderia britânica em comunicado.

O piloto foi submetido no domingo a provas médicas na universidade britânica de Cambridge, mas, ainda assim, na sexta-feira terá um derradeiro teste, sob a supervisão do delegado médico da FIA, o francês Jean-Charles Piette.

O outro será um exame de evacuação do habitáculo do seu monolugar: equipado para competir, em cinco segundos deve desapertar o cinto de segurança e retirar o volante, sendo que em 10 terá de abandonar o carro e devolver o volante à sua posição.

A McLaren recorda que, desde o seu acidente, em treinos no circuito de Barcelona, a 22 de fevereiro, Alonso "seguiu um rigoroso e especializado programa de treino, desenhado e estritamente monitorizado pelos melhores científicos desportivos para assegurar a sua segurança e oportuno regresso à competição".

Na semana passada o piloto espanhol trabalhou junto com os seus engenheiros e praticou com o simulador no Centro de Tecnologia da McLaren para estar a par das novidades do chassis e unidade de potência do MP430.

"Como parte desse processo, esteve com os seus engenheiros e falou do acidente e analisaram os dados, partilhados com a FIA", revelou a escuderia.

A equipa britânica assume que não havia "nada evidente nos abundantes dados da telemetria do carro, nem nada de anormal nas subsequentes reconstruções nem nos dados de teste de laboratório".

"O Fernando Alonso recorda uma espécie de direção pesada antes do acidente. Por conseguinte, a equipa adicionou ao carro um sensor adicional para aumentar a captação de dados", explicita.

O comunicado da McLaren termina com a garantia de que o piloto "deseja regressar ao carro e dar uma contribuição substancial aos esforços coletivos com a Honda para acelerar o necessário progresso do rendimento em pista".

Alonso, que este ano regressa à McLaren, depois de representar a equipa em 2007, falhou o arranque do Mundial em Melbourne, Austrália, apenas por precaução, tendo sido substituído pelo dinamarquês Kevin Magnussen, que abandonou por problemas mecânicos.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.