sicnot

Perfil

Desporto

Ibrahimovic sente-se injustiçado pelas arbitragens

O sueco Zlatan Ibrahimovic, do Paris Saint-Germain, reforçou hoje o sentimento de injustiça perante as arbitragens, que recentemente o fez desabafar que a França era um "país de m..."

© Regis Duvignau / Reuters

"Fui punido em vez do árbitro pelos erros que ele cometeu", lamentou o internacional sueco, em Solna, arredores de Estocolmo, onde está ao serviço da sua seleção, que vai defrontar sexta-feira a Moldávia em jogo de preparação para a qualificação para o Euro2016.

Ibrahimovic foi convocado a explicar-se à comissão de disciplina da Liga francesa pelas injúrias proferidas após o desaire 3-2 em Bordéus, a 15 de março, quando se dirigia para os balneários.

A propósito das declarações sobre o país, a estrela sueca negou o seu alegado desamor pelo campeonato gaulês: "Eu sinto-me bem em França. Tudo o resto são tretas. Não viria para França se não gostasse, nem prolongaria o meu contrato se não a amasse. Não ficaria cá tanto tempo sem gostar". 

Ibrahimovic falou ainda da sua expulsão quatro dias antes do desaire de Bordéus, em jogo em Londres, frente ao Chelsea, na Liga dos Campeões, não entendendo porque foi punido.

"Se analisarmos a situação, sou ainda mais sancionado por um cartão vermelho injustificado no qual o árbitro errou. (...) Não é aceitável. Como devemos interpretar isto?", questionou.

Em função da expulsão, o sueco foi suspenso por um jogo, pelo que não poderá atuar na primeira mão dos quatros de final da 'Champions", frente ao Barcelona, em Paris.


Lusa
  • UEFA suspende Zlatan Ibrahimovic por um jogo

    Desporto

    O Comité Disciplinar da UEFA suspendeu esta quinta-feira, por um jogo, o avançado sueco Zlatan Ibrahimovic, do Paris Saint-Germain, expulso na segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, frente ao Chelsea.

  • Porque pediu desculpa Ibrahimovic?
    1:54

    Desporto

    Zlatan Ibrahimovic já pediu desculpas a quem se sentiu ofendido. O sueco do Paris Sain Germain está no centro de uma polémica em França por causa do que disse a seguir à derrota em Bordéus. Palavras que levaram até a reacções políticas.

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.