sicnot

Perfil

Desporto

João Lagos vai contestar judicialmente utilização do nome do Estoril Open

O empresário João Lagos, que organizou 25 edições do Estoril Open, anunciou hoje que se prepara para defender os direitos de propriedade industrial referentes ao nome daquele torneio de ténis.

JOSE SENA GOULAO

"Os organizadores do novo 'Millenium Estoril Open' estão a infringir os direitos de propriedade industrial de João Lagos, anterior organizador do 'Estoril Open'", lê-se num comunicado do proprietário da João Lagos Sports, que se prepara para "avançar para as instâncias judiciais para defesa dos seus direitos", depois de já ter comunicado esta situação à Federação Portuguesa de Ténis e à Associação de Tenistas Profissionais (ATP).

O empresário dá conta da "grande visibilidade" oferecida a Portugal e "em particular para a zona de Cascais, Estoril e Oeiras", com os torneios de "referência a nível nacional e internacional", dos quais assegura ter feito o registo de marca com a expressão 'Estoril Open'.

"Deste modo, o uso da expressão/denominação Estoril Open é um direito exclusivo detido por João Lagos, de acordo com o artigo 258.º do Código da Propriedade Industrial", prossegue o comunicado, acrescentando que "os organizadores do novo torneio não poderão utilizar tal expressão na designação de torneios de ténis em Portugal, sem a sua autorização e sob pena de infração dos seus referidos direitos".

De acordo com a mesma fonte, João Lagos "contactou, em devido tempo, os organizadores e patrocinadores do novo torneio sobre esta situação, sem ter recebido, até à data, qualquer resposta".

A 18 de novembro de 2014, João Lagos anunciou que iria deixar de organizar o evento, tendo ficado na altura comprometida a continuidade do principal torneio português de ténis.

Depois de Lagos ter perdido a licença de organização do torneio, que nos dois últimos anos se denominou Portugal Open, a ATP procurou compradores para a licença, de modo a manter a competição em Portugal.

A 4 de fevereiro foi apresentado o sucessor do torneio organizado no complexo do Jamor por Lagos, que nasceu da conjugação de esforços da U.Com, empresa sedeada na Alemanha especializada na comunicação e organização de eventos, do empresário holandês e ex-tenista Benno Van Veggel e da Polaris Sports, do empresário Jorge Mendes, e que terá como patrocinador o banco Millennium BCP.

Apesar de decorrer pela 26.ª ocasião, esta edição do Estoril Open, que decorre entre 25 de abril e 3 de maio, não pode ser considerada a 26.ª edição do torneio que hoje voltou a nascer.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano