sicnot

Perfil

Desporto

Esquiadora portuguesa morre em Andorra após chocar contra árvore

Uma esquiadora portuguesa de 45 anos morreu hoje de manhã após um grave acidente nas pistas de Pal da estância de Vallnord, no principado de Andorra.

AP

A direção da estância de Vallnord indicou que o acidente ocorreu pelas 11h00 locais (10h00 em Lisboa), na pista Font Roja, quando a cidadã portuguesa, por razões ainda desconhecidas, saiu da pista e embateu numa árvore.

Avisada do sucedido, a equipa de emergências da estância acorreu ao local, onde, sob a coordenação do centro médico do setor, prestou os primeiros socorros à vítima.

Perante a gravidade dos ferimentos, foi chamado o Serviço de Urgências Médicas (SUM) e pedido um helicóptero para transportar a esquiadora para o Hospital Nostra Senyora de Meritxell, en Escaldes-Engordany, onde acabou por morrer poucas horas depois.

A polícia de Andorra deslocou-se às pistas de Pal para redigir o atestado correspondente e abrir uma investigação para determinar as causas do acidente.


Lusa
  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.