sicnot

Perfil

Desporto

Jogo Montenegro-Rússia interrompido definitivamente

O jogo Montenegro-Rússia, do grupo G de qualificação para o Euro2016 em futebol, foi hoje interrompido definitivamente, depois de uma primeira interrupção em que o guarda-redes russo Akinfeev foi atingido na cabeça.

© Stevo Vasiljevic / Reuters

Já depois de Akinfeev ter sido atingido por um objeto em chamas aos 13 segundos de jogo, a partida foi retomada, mas voltou a ser interrompida aos 66 minutos, devido ao lançamento de mais objetos para o relvado.

Os novos incidentes registaram-se pouco depois de Shirokov ter falhado uma grande penalidade para a Rússia, numa altura em que encontro ainda se encontrava igualado 0-0.

A primeira interrupção verificou-se quando estavam decorridos apenas 13 segundos de jogo, tendo o guarda-redes russo Akinfeev, atualmente ao serviço do CSKA de Moscovo, sido atingido e caído de imediato no relvado, de onde saiu em maca. 

O árbitro alemão Deniz Aytekin decidiu interromper o jogo pela primeira vez, tendo retomado a partida 35 minutos depois.

Lusa
  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50