sicnot

Perfil

Desporto

Dani Pedrosa foi operado com êxito e estará de baixa de quatro a seis semanas

O piloto espanhol Dani Pedrosa (Honda) foi hoje operado "com êxito" para resolver os problemas no antebraço direito, que o forçaram a anunciar uma saída, por tempo indeterminado, das pistas de MotoGP.

© Toru Hanai / Reuters

Há mais de um ano que o piloto de Barcelona tem estado condicionado e já esta época revelou o esforço que tem vindo a fazer, depois de ter sido sexto classificado no Grande Prémio do Qatar, no domingo, na abertura da época.

Hoje, em Madrid, Dani Pedrosa foi operado pelo médico Ángel Villamor, numa intervenção que durou duas horas, e na qual, segundo o clínico, foi "retirado o tecido muscular" responsável pelos problemas do piloto.

O espanhol deverá ter alta médica nas próximas horas e iniciará nos próximos dias um protocolo de recuperação, que será de quatro a seis semanas, embora ainda esteja por determinar quando poderá regressar às pistas.

"Viu-se todo o tecido muscular que estava hiper-atrofiado e engrossado, o que provocava um estrangulamento muscular. Foi retirado. Era a causa das dores e da impotência dos músculos no antebraço", explicou o médico.

O piloto, de 29 anos, foi três vezes vice-campeão mundial e venceu 26 grandes prémios em MotoGP.










Lusa
  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00

    País

    O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um empresário português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.

    Hoje na SIC

  • "Não era o jogo ideal para estreia do videoárbitro"
    4:50
  • Uma em cada dez crianças já foi vítima de cyberbullying
    10:41
  • "Sou Presidente de uma pátria com os melhores bombeiros do mundo"
    1:20

    País

    O Presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, avisou este domingo o Governo de que os bombeiros admitem usar o machado da paz para fazer a guerra. Marcelo Rebelo de Sousa destacou o orgulho que sente em ser "Presidente de uma pátria que tem os melhores bombeiros do mundo".