sicnot

Perfil

Desporto

Árbitro argentino relança debate sobre utilização de imagens de vídeo no futebol

Um árbitro argentino relançou o debate sobre a utilização de imagens de vídeo no futebol, ao recuar na marcação de uma grande penalidade após consultar o auxiliar, que, alegadamente, observou o lance num ecrã colocado perto de si.

O árbitro German Delfino, de 36 anos, é considerado um dos melhores do país. (Arquivo)

O árbitro German Delfino, de 36 anos, é considerado um dos melhores do país. (Arquivo)

© Marcos Brindicci / Reuters

A jogada polémica ocorreu durante o encontro da oitava jornada do campeonato argentino, entre o Velez Sarsfield e o Arsenal, quando German Delfino assinalou um penalti favorável ao Velez, por mão na área de um jogador do Arsenal, que recebeu ordem de expulsão.

O árbitro, de 36 anos, considerado um dos melhores do país, voltou atrás com a decisão depois de ter consultado o seu auxiliar, desculpando-se publicamente pelo erro inicial no fim da partida, que o Velez ganhou por 2-1.

A Federação Argentina de Futebol (AFA) deverá analisar o caso na terça-feira, uma vez que a utilização de imagens de vídeo por parte dos árbitros é expressamente proibida pela FIFA, e Delfino poderá, inclusive, ser suspenso.
Lusa
  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.