sicnot

Perfil

Desporto

Federação turca adia jogos do campeonato de futebol por uma semana

A Federação Turca de Futebol adiou  em uma semana todas as partidas da Liga turca, em consequência do ataque armado de sábado contra o autocarro do Fenerbahçe, dos portugueses Bruno Alves e Raul Meireles.

No sábado, o autocarro do Fenerbahçe foi atacado no regresso a Istambul, após a equipa ter vencido o Rizespor por 5-1.

No sábado, o autocarro do Fenerbahçe foi atacado no regresso a Istambul, após a equipa ter vencido o Rizespor por 5-1.

© Stringer . / Reuters

A decisão foi anunciada após uma reunião entre o presidente do organismo que rege o futebol turco, Yildirim Demiroren, o ministro da Juventude e Desportos, Akif Çagatay Kiliç, e outras individualidades desportivas, segundo informa a estação televisa CNNTurk.

Deste modo, todos os jogos da 27.ª jornada da Liga turca foram adiados uma semana, estando ainda a serem planeadas outras medidas para evitar atos violentos como o tiroteio que atingiu o autocarro do Fenerbahçe.

O clube turco já tinha anunciado hoje que não voltaria a jogar enquanto não forem esclarecidas as circunstâncias do ataque a tiro ao seu autocarro, que provocou um ferido.

"Não temos intenção de jogar enquanto as circunstâncias deste incidente não forem esclarecidas", afirmou o dirigente do clube Deniz Tolga Aytöre, em conferência de imprensa, tendo aproveitado para acrescentar que aquele ataque não tinha nada a ver com o diferendo com o Trabzonspor.

O Trabzonspor, que está em litígio com o Fenerbahçe devido aos resultados da Superliga de 2011, já condenou veementemente o ataque.

No sábado, o autocarro do Fenerbahçe foi atacado no regresso a Istambul, após ter vencido o Rizespor por 5-1.

Enquanto o autocarro circulava numa autoestrada perto da cidade de Trabzon, no nordeste do país, com os atletas e outros dirigentes a bordo, o motorista da viatura foi atingido por disparos na cara.

Segundo Mahmut Uslu, responsável do clube, após os disparos, o motorista conseguiu imobilizar o veículo, que se dirigia de Rize para Trabzon, de onde a equipa viajaria para Istambul.

Na altura, o Fenerbahçe realçou a "importância vital" de saber quem foram os responsáveis e puni-los.

O Fenerbahçe, campeão turco em título, ocupa o segundo lugar da Liga, com 56 pontos, menos dois do que o líder Galatasaray, após 26 das 34 jornadas da competição.
Lusa
  • Federação de Futebol turca condena ataque ao autocarro do Fenerbahçe
    1:57

    Desporto

    O autocarro da equipa turca do Fenerbahçe, onde jogam Bruno Alves e Raul Meireles, foi ontem atacado a tiro. Os jogadores e a equipa técnica estão bem, mas o motorista ficou ferido e teve de ser hospitalizado. O veículo foi atacado numa autoestrada no nordeste da Turquia depois de uma expressiva vitória por 5-1 frente aos rivais do Rizespor. Em comunicado, a Federação de Futebol turca condenou o ataque e prometeu levar os culpados à justiça. Já o presidente da Turquia, adepto confesso do Fenerbahçe, pediu ao governador local para o informar da investigação em curso.

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.